Alinhamento do BE com a direita significa “desapropriação dos pequenos proprietários (florestais) e entrega das terras aos grandes”, diz João Oliveira no seu comentário semanal (c/som)

Publicado em Revista de Imprensa 19 julho, 2017

O deputado João Oliveira, eleito pelo círculo de Évora da CDU à Assembleia da República, no seu comentário desta quarta-feira, dia 19 de Julho, começou por falar em torno da proposta do Governo em torno do banco de terras.

João Oliveira começou por dizer que, “logo no segundo diploma, já se percebeu que o Bloco se estava a aliar ao PSD e ao CDS”, com propósito de “impedir a resolução de alguns dos problemas mais graves”, acrescentou.

O Comentador da Rádio Campanário esclarece que “estamos a falar de desapropriar pequenos proprietários para entregar, nas mãos, aos grandes proprietários”, afirmou que “o Bloco de Esquerda juntou-se á direita e impediu que esses problemas fossem resolvidos”.

Nas suas palavras, o líder da bancada parlamentar do Partido Comunista refere que “são problemas sérios”, fundamentando com “prejuízos que as pessoas podem sofrer” em termos de compensações, que o PCP considera devidas aos proprietários.

“O Governo acabou por encontrar uma solução para estes problemas, e afinal de contas, o Bloco de Esquerda juntou-se á direita para impedir que fosse aprovado”, afirmou João Oliveira, sublinhando que “é preciso perceber-se, que este alinhamento do Bloco de Esquerda com a direita, significa desapropriação dos pequenos proprietários e entrega das terras aos grandes”.

O Comentador da RC diz que “era importante que o BE pudesse rever esse alinhamento com a direita”, acrescentando que “não pela coincidência de posicionamento com o PCP, mas, sobretudo, com preocupação de não deixar às pessoas os problemas que podem surgir do resultar dessa indicação”.

Em comentário sobre as notícias que indicam a anulação de quase 200 vagas de vinculação extraordinária para entrada de professores nos quadros do Ministério da Educação, o Comentador da RC diz que o ano letivo “não acabou bem”.

Referindo problemas de colocação e vinculação de professores, acrescenta que “não só deixamos muitos professores de fora, como não resolvemos alguns problemas (como os anteriores) ”.

Segundo o deputado, a insistência do Governo nas opções que fez “contribui para que o ano letivo não acabe bem, quando podia acabar, se estes problemas têm sido resolvidos”.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Novembro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30