Revista de Imprensa

Nas próximas autárquicas o PSD poderá coligar-se com o CDS/PP, mas com o PS, PCP e BE, não vai ser de certeza absoluta”, diz Costa da Silva no comentário de 2 de janeiro

Publicado em Revista de Imprensa 03 janeiro, 2017

O deputado António Costa da Silva, eleito pelo circulo de Évora do PSD à Assembleia da República, no seu comentário desta segunda-feira, dia 2 de janeiro de 2017, falou sobre a mensagem de ano Novo do Presidente da República em que Marcelo Rebelo de Sousa fez um balanço de 2016 positivo mas quer economia a crescer, advertindo que é preciso fazer muito mais na economia, no sistema social e na justiça, as suas perspetivas para 2017 e o balanço do ano anterior e a posição do PSD relativamente às Eleições Autárquicas.

Sobre a mensagem do Presidente da República, Costa da Silva diz que de facto uma boa forma de começar o comentário é fazendo um balanço em relação ao ano passado e o que é que se perspetiva do ano que vem porque “a intervenção do Presidente da República já foi um pouco nesse sentido”, salientando que o que o Chefe de Estado disse foi que “2016 foi um ano em que se cumpriram objetivos e foi um ano positivo”, considerando no entanto Costa da Silva que o ano seria positivo, visto na perspetiva “de se cumprir um défice abaixo dos 3%, mas não esquecer que o Governo tinha proposto um défice de 2,2% (…)”.

Salienta que a “raridade de greves que tivemos no ano passado foi positivo porque dá uma paz social, sobretudo em Lisboa e Porto (…)”.

No entanto António Costa da Silva diz que “nós crescemos muito menos em 2016 do que em 2015, no último ano da coligação entre o PSD e o CDS/PP, em que tivemos o crescimento de 1,6%. No ano passado o máximo que podemos vir a ter é de 1,2% (…)”.

Perspetivando 2017, Costa da Silva expressa que os dados do Banco de Portugal, do INE e de outras entidades, o crescimento económico português vai ser inferior a 2015, ou seja estamos numa situação de estagnação, primeiro de quebra e agora de estagnação em baixa, o que significa que aquilo que nós tínhamos perspetivado em termos de atividade económica e de resultados para o país, não serão certamente muito positivos e se continuarmos esta senda de desvalorização de um conjunto de serviços, nomeadamente na área da saúde, na área da educação, na área dos transportes, a situação portuguesa vai-se degradar e não podemos ter uma medida competitiva se não melhorarmos a nossa realidade socioeconómica (…)”.

Convidado a comentar a posição do PSD nas próximas Eleições Autárquicas, o deputado diz que o seu partido tem objetivos muito claros, “é um partido de cariz autárquico, tem fortes autarcas e elementos que ao longo dos anos exerceram funções com responsabilidade de presidentes de câmara e de junta e o que é certo é que as perspetivas do PSD é ganhar, recuperar câmaras que perdeu nas ultimas eleições, num período extremamente difícil, o mais difícil de sempre e extremamente difícil para a coligação (…)”.

Costa da Silva mostra-se confiante dizendo que isso é possível, “apesar deste Governo estar sistematicamente a lançar despesas relacionadas a públicos alvo muito objetivos”, descrevendo “uma situação muito vergonhosa no final do ano” em que “10 contratos programa foram aprovados a 10 municípios, dos quais 9 são do Partido Socialista”.

Questionado sobre se estão previstas coligações, Costa da Silva diz que “é natural que haja coligações, há concelhos em que o entendimento e o resultado agregado entre os dois partidos é melhor do que separadamente, o que significa que o mais provável é que isso venha a acontecer”, salientando que essas coligações “com o PS não vão ser de certeza”, já que segundo refere, “foi aprovado em Conselho Nacional que as coligações que o PSD poderá fazer são com o seu parceiro natural de coligação, o CDS/PP (…) com pessoas independentes sim, com grupos independentes é difícil porque não foi essa a perspetiva que foi aprovada no Conselho Nacional, mas uma coisa é certa, com o PS, PCP e BE, não vai ser de certeza absoluta”.

 

 

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Junho 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30