Reguengos de Monsaraz

Crimes em Reguengos de Monsaraz rendiam mais de 2,18 milhões de euros

Publicado em Regional 24 fevereiro, 2017

A Guarda Nacional Republicana, através do Destacamento de Ação Fiscal de Évora, deteve esta quinta-feira, dia 23 de fevereiro, dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre os 18 e os 23 anos, por burla, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora.

No âmbito da investigação, que decorre há cerca de dois anos, foram efetuadas seis buscas domiciliárias e sete não domiciliárias, tendo sido apreendido: 12 armas de fogo; Sete veículos;19 182 artigos contrafeitos (no valor de mais de 645 mil euros); 13 roçadoras; Sete geradores; Seis motosserras; Seis selins de equitação; Cinco rebarbadoras; Quatro telemóveis; Dois computadores; Dois compressores; Um motocultivador; e 10 753 euros em numerário.

Segundo a GNR “esta operação, direcionada a uma rede de operadores que se dedicava à comercialização de vestuário contrafeito na região sul do país, ocultava essas vendas e rendimentos inerentes da Administração Tributária.” Ainda segundo a mesma fonte, “os suspeitos também recebiam diverso material originário de crimes de burla através de plataformas de vendas online, ocorridos em todo o território nacional, e armazenavam toda a mercadoria num armazém em local isolado gerando mais de 2,18 milhões de euros em proveitos ilícitos, investido, em grande parte, no setor imobiliário.

Os detidos foram constituídos arguidos, sujeitos a termo de identidade e residência e serão presentes hoje ao Tribunal da Comarca de Reguengos de Monsaraz.

A operação foi dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Évora e contou com o apoio do Comando Territorial de Évora e do Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública de Évora.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31