regional

Exportações corticeiras de 2016 com valores na ordem dos 900 milhões de euros

Publicado em Regional 07 abril, 2017

Segundo estudo da UNAC (União da Floresta Mediterrânica), em 2016, as exportações de cortiça portuguesas registaram um valor de 937 milhões de euros. O valor traduz-se num aumento de 4% face ao ano anterior, dando continuidade ao crescimento registado ao longo dos últimos anos.

Em 2016, a campanha de extração de cortiça resultou em 6 milhões de arrobas (aproximadamente 9 mil toneladas), valor semelhante ao conseguido na campanha de 2015.

Mantendo a tendência, o custo de extração e o preço de venda aumentaram em 2016, fixando-se agora nos 4,19€/arroba (+4,6%) e 29,53€/arroba (+1,6%), respetivamente.

Recorde-se que Portugal assegura metade da produção mundial de cortiça, e que o Alentejo é o maior produtor do país, sendo responsável por 72% da produção nacional.

No mercado corticeiro português, 70% do volume de exportações é referente às rolhas (afetadas pelo setor vinícola). O mercado francês e o mercado americano têm o maior, destacando-se também o mercado alemão ao nível das exportações de cortiça para materiais de construção e decoração.

A campanha corticeira de 2016, correspondeu às necessidades da indústria, dando resposta à procura de mercado e aos stocks existentes, perspetivando-se a estabilização da produção através das primeiras tiragens de cortiça de plantações iniciadas na década de 90.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30