12 dezembro, 2017
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alqueva

Presidente da Fenareg quer preço da água “mais acessível” para os regantes indiretos do Alqueva (c/som)

Publicado em Regional 24 novembro, 2017

No presente ano, o preço da água do Alqueva para rega sofreu uma descida entre os 20% e os 33%. Distinguindo respetivamente, fornecimentos em alta e baixa pressão, a nova tabela de preços não contempla regantes que requerem uma barragem intermediária para aquisição da água, e que por isso continuam a adquiri-la a um preço menos competitivo.

José Núncio, presidente da Federação Nacional de Regantes (FENAREG), disse à RC que a redução de preços é “um passo importante”, embora considere que, “é preciso fazer mais qualquer coisa” para Associações no perímetro confinante.

“Em novembro, era natural que a Barragem [da Vigia] tivesse recuperado”, algo que não se verifica, motivo pelo qual os agricultores, devido à seca que se faz notar, “começam a estar apreensivos”.

Questionado sobre o Alqueva, o presidente da FENAREG refere que o armazenamento entre 70 a 80% “é muito bom para um ano como este, o terceiro consecutivo de seca”, acrescentando que, “há que criar condições para que se utilize bem essa água”.

Relativamente às condições que englobam a tabela de preços da água do Alqueva, recentemente alterada pelo Governo, considera ter sido “dado um passo importante”, no entanto, “é preciso fazer mais qualquer coisa para Associações como esta”, que se insere no perímetro confinante do regadio de Alqueva.

Para as barragens com ligação a Alqueva “haveria que ajustar, para este tipo de grandes utilizadores, um preço mais acessível”, referiu José Núncio, de forma a “ser rentável, a esses perímetros, adquirir água para depois utilizarem”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31