12 dezembro, 2017
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Evora

Grande Reportagem: Inaugurado Évora Plaza, a “nova centralidade” da cidade (c/som e fotos)

Publicado em Reportagens 22 novembro, 2017

Decorreu esta terça-feira, dia 21 de novembro, a cerimónia de inauguração do Évora Plaza, um novo espaço comercial em Évora, com 70 lojas, 5 salas de cinema, num investimento superior a 40 milhões de euros.

No primeiro ano de funcionamento, o centro comercial espera entre 3 a 4 milhões de visitantes, avança Bernardo Cabral Meneses, Diretor do Évora Plaza, em declarações à Rádio Campanário.

“Depois de alguns anos de incertezas, finalmente conseguimos que a região de Évora conseguisse ter um centro comercial”, declara, depois de um moroso processo durante o qual o espaço sofreu uma mudança de proprietários. A Ares Capital “pegou no centro o ano passado, e terminou a obra”, cumprindo o plano inicial.

A superfície comercial concentra “um mix” de lojas e espaços “adequado para a região de Évora”, sendo que a entrada do Jumbo, como “loja âncora”, escalou a taxa de ocupação até aos 90%. As lojas comprometidas com o espaço, irão proceder às respetivas inaugurações até março de 2018, acreditando o diretor que até a essa data, “possamos chegar aos 100%” de taxa de ocupação.

Questionado sobre a eventual prematuridade da inauguração, perante esse facto, afirma que “é um timing […] que para mim faz todo o sentido, porque os lojistas querem todos fazer o Natal”, uma vez que esta surge como a “altura do ano em que atingem o pico de vendas”.

O Évora Plaza é destinado a um público de “todas as idades”, prevendo que cubra “uma área de influência muito alargada à volta de Évora”, nomeadamente visitantes oriundos de Espanha, onde os centros comerciais se encontram fechados aos domingos. Surge assim como “uma vantagem” o facto de os centros comercias em Portugal só fecharem no Dia de Natal e de Ano Novo.

Em declarações à Rádio Campanário, Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora, afirma que o Évora Plaza surge como “uma aposta muito significativa na diversificação e no crescimento da base económica de Évora”, contemplando “todos os setores da atividade económica”.

A superfície comercial apresenta grande capacidade de fixação e atração de população, conseguindo “abranger mais de uma centena de milhar de pessoas”, trazendo “até nós”, inclusive, “pessoas do país vizinho”.

O Évora Plaza representa “só na infraestrutura”, um investimento “de 40 milhões de euros”, ao qual ade o “investimento de cada uma das lojas”, nomeadamente a loja do grupo Auchan com um investimento de 9 milhões de euros, aponta o autarca.

Em termos de empregabilidade, “são criados aqui mais de 600 postos de trabalho direto” e “algumas centenas de postos de trabalho indireto”, surgindo ainda como um fator de atratividade de novos trabalhadores e de novos residentes.

“Naturalmente causará impacto no centro histórico como causará noutros pontos de Évora e até nos concelhos”, aponta o presidente do município, “mas temos que nos adaptar à realidade”.

Avança, contudo, ter sido transmitida à direção do centro comercial e das marcas instaladas “a necessidade de se ligarem a Évora, e de criarem raízes” nomeadamente no recrutamento de trabalhadores do concelho. Perceber e “agarrar a identidade de Évora” pode ser uma mais valia para os seus negócios. As marcas agora instaladas, afirma, “compreenderão que acarinhar o centro histórico” é vantajoso para todos.

Neste sentido, avança a possibilidade de “programas de cooperação, de interligação” entre esta “nova centralidade de Évora” e o centro histórico, que por sua vez, se encontra em fase de revitalização, através do turismo e de novos investimentos.

Questionado relativamente à importância do Centro de Formação na instalação do Évora Plaza, Carlos Pinto Sá declara que desde a chegada do presente executivo “à Câmara, há mais de 4 anos, que apostámos sempre na interligação entre as várias identidades” e a cooperação “com objetivos comuns”. Neste âmbito, o Centro de Formação “tem desempenhado um papel primordial na qualificação dos trabalhadores”, não só para o centro comercial, como para os vários investimentos que têm surgido, adaptando-se “às necessidades das empresas e dos trabalhadores”.

José Ramalho, Diretor do Centro de Emprego e Formação de Évora, em declarações à RC, diz que o dia da inauguração do Évora Plaza “é um dia histórico”, “um orgulho para o Centro de Formação, e um dia de festa para a cidade de Évora”.

Para o estabelecimento do Évora Plaza, o Centro de Formação de Évora contribuiu com a formação de trabalhadores de alguns espaços, destacando-se “uma parceria muito importante”, com a loja Jumbo, onde mais de 120 trabalhadores, “dos cerca de 160” totais, “foram recrutados e formados no centro de formação”. Esta parceria incluiu “cerca de 10 ações de formação em Estremoz, Montemor-o-Novo e Évora”, com 270 horas de formação direcionada e com um estágio de formação prática em contexto de trabalho.

“Os votos que fazemos é que as pessoas agora consigam responder a essa expetativa, e consigam resolver o seu problema de emprego”, diz José Ramalho.

Questionado relativamente à dificuldade em recrutar pessoas para ocupar os lugares necessários, afirma que a mesma não existiu. “As pessoas estavam muito motivadas”, tendo sido inclusive rececionadas muitas “inscrições espontâneas”.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31