24.3 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Setembro 25, 2023

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Évora: Cerimónia de entrega de Pinturas de Vincent Baldassano no Museu Frei Manuel do Cenáculo!

 

 

No dia 11 de Janeiro, Quarta-feira, às 16 horas, no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo decorrerá a cerimónia formal de entrega das pinturas da autoria de Vincent Baldassano – «South Salem 2», 1985 e «Walk with Bravo»,1990 – com a presença do Artista. Vincent Baldassano (1943, Oxford City, Estados Unidos da América) define o seu trabalho como «um inventário visual de inspirações baseadas em residências internacionais e experiências de viagens. A cultura e a história do mundo realçam essas inspirações e as memórias são a fonte» das obras que concebe. 

Artista e professor radicado nos Estados Unidos com uma carreira vasta e com ligações a Portugal e à Itália, a base do seu trabalho, como referiu, são as suas experiências de vida, particularmente as longas viagens. As composições das suas pinturas representam muitas vezes lugares por onde passou ou símbolos antigos. É justamente o caso dos dois trabalhos de paleta vibrante cuja doação agora se efectiva – «South Salem 2» e «Walk with Bravo» – que foram aceites pelo Estado português sendo decisiva a tenacidade dos seus amigos David Evans e Delgado Martins. Palavra ainda para louvar a generosidade da intervenção do Pintor Joaquim Tavares que engradou estas telas no Museu e para o Museu.

Convém enquadrar Vincent Baldassano em Portugal. Em 1972 após um incêndio que lhe destruiu o seu atelier em Buffalo, decidiu viajar pela Europa e na Suécia, numa agência de viagens, viu um cartaz com o sol de Portugal que o contrapôs ao frio que se sentia nessa latitude nórdica. Com a sua companheira de viagem rumou a Lagos e foi aí que conheceu Joaquim Bravo (1935-1990) e Álvaro Lapa (1939-2006) que se tornaram, desde então, os seus maiores amigos em Portugal. 

Destas duas telas que se encontravam perdidas no atelier do Pintor Nuno de Siqueira (1929-2007) e que foram reencontradas pela Galerista Judite da Cruz, compete destacar a obra «Walk with Bravo», 1990, pois trata-se de uma pintura que representa a memória de um longo passeio em Évora e de uma conversa muito intensa entre Vincent Baldassano e Joaquim Bravo pouco tempo antes do falecimento do artista português. 

Populares

 

 

No dia 11 de Janeiro, Quarta-feira, às 16 horas, no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo decorrerá a cerimónia formal de entrega das pinturas da autoria de Vincent Baldassano - «South Salem 2», 1985 e «Walk with Bravo»,1990 - com a presença do Artista. Vincent Baldassano (1943, Oxford City, Estados Unidos da América) define o seu trabalho como «um inventário visual de inspirações baseadas em residências internacionais e experiências de viagens. A cultura e a história do mundo realçam essas inspirações e as memórias são a fonte» das obras que concebe. 

Artista e professor radicado nos Estados Unidos com uma carreira vasta e com ligações a Portugal e à Itália, a base do seu trabalho, como referiu, são as suas experiências de vida, particularmente as longas viagens. As composições das suas pinturas representam muitas vezes lugares por onde passou ou símbolos antigos. É justamente o caso dos dois trabalhos de paleta vibrante cuja doação agora se efectiva - «South Salem 2» e «Walk with Bravo» - que foram aceites pelo Estado português sendo decisiva a tenacidade dos seus amigos David Evans e Delgado Martins. Palavra ainda para louvar a generosidade da intervenção do Pintor Joaquim Tavares que engradou estas telas no Museu e para o Museu.

Convém enquadrar Vincent Baldassano em Portugal. Em 1972 após um incêndio que lhe destruiu o seu atelier em Buffalo, decidiu viajar pela Europa e na Suécia, numa agência de viagens, viu um cartaz com o sol de Portugal que o contrapôs ao frio que se sentia nessa latitude nórdica. Com a sua companheira de viagem rumou a Lagos e foi aí que conheceu Joaquim Bravo (1935-1990) e Álvaro Lapa (1939-2006) que se tornaram, desde então, os seus maiores amigos em Portugal. 

Destas duas telas que se encontravam perdidas no atelier do Pintor Nuno de Siqueira (1929-2007) e que foram reencontradas pela Galerista Judite da Cruz, compete destacar a obra «Walk with Bravo», 1990, pois trata-se de uma pintura que representa a memória de um longo passeio em Évora e de uma conversa muito intensa entre Vincent Baldassano e Joaquim Bravo pouco tempo antes do falecimento do artista português.