18.2 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Setembro 28, 2023

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Herdade da Malhadinha Nova volta a vencer Prémio de Enoturismo! Alentejo foi a região com mais prémios!

A Herdade da Malhadinha Nova vence pela segunda vez o Prémio Nacional de Enoturismo, e o Alentejo foi a região mais distinguida, numa votação transparente realizada numa plataforma on-line por mais de 250 jurados do sector. Nas restantes categorias e diplomas de mérito também foram premiadas empresas e pessoas de outras regiões nacionais que se destacaram pela excelência de serviço. Portugal a dar cartas no Enoturismo.  

A cerimónia da segunda edição do Prémio Nacional de Enoturismo APENO / Ageas Seguros 2023 decorreu no dia 26 de Maio, no Hotel Convento de São Paulo, no Redondo. Um evento que distinguiu as melhores empresas, práticas e projetos enoturísticos em Portugal, tendo como main sponsor a Ageas Seguros e o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo que, tal como no ano passado, foi a região que arrecadou a maioria dos prémios. O Prémio Nacional de Enoturismo contou ainda com os prémios patrocinados pelo Grupo Amorim, o apoio institucional do Instituto da Vinha e do Vinho, além de outras empresas que participam das mais diversas formas, como a Schott Zwiesel; Alug’Aqui, Gifts4Wine, Exame, Gracal, Biosphere, CVR Alentejo, Município de Redondo, Abreu Advogados, Yon Wine e o Concessionário Oficial Ford | Multiribeiro 2.

Ao longo do evento, apresentado por Mónica Jardim, foram sendo divulgados os grandes vencedores das 14 categorias: Melhor Sala de Provas (Niepoort); Melhor Empresa Turística (WINEnROUTE); Melhor Projecto Inclusivo (Adega Mayor); Melhor Projecto Sustentável(Azores Wine Company); Melhor Restaurante (Bomfim 1896); Melhor Chefe de Cozinha (Miguel Laffan); Melhor Sommelier (Gonçalo Mendes); Melhor Profissional (Sofia Soares Franco); Melhor Estadia (Torre de Palma Wine Hotel); Melhor Loja (Quinta da Taboadella); Melhor Arte e Cultura (WOW – World of Wine); Melhor Inovação e Tecnologia (WOW – World of Wine); Melhor Hospitalidade (Herdade da Malhadinha); e Melhor Enoturismo de Portugal (Herdade da Malhadinha).
 

Este ano, foram ainda atribuídos seis diplomas de Mérito e Incentivo a pessoas que nas suas empresas se evidenciam pela entrega e pela excelência do serviço oferecido. Assim foram distinguidos Vanessa Ferreira (Quinta do Pôpa), David Borges (Adega da Vidigueira); Olena Cherkashyna (Enoport); Ana Reis (Quinta do Sanguinhal), Sónia Martins (Lusovini) e Jorge Afonso (Casa do Jôa).

Marcelo Rebelo de Sousa, que não pôde estar presente no evento por compromissos anteriormente assumidos, fez questão de deixar um vídeo onde cumprimentou a plateia, evidenciando desde logo o turismo e o vinho portugueses, reconhecidos como «dos melhores do mundo». Elogiou ainda a nossa gastronomia, paisagem, património natural e edificado, clima ameno, acolhimento caloroso e a nossa história. E deixou uma mensagem especial para os vencedores: «Quero felicitar todos mas em especial os premiados que mais se distinguiram e diferenciaram, que servem de exemplo e motivação para mais projectos de excelência. Que se repliquem no nosso país», afirmou. «Finalmente, queria fazer votos para que a APENO tenha os maiores sucessos, continuando a ser um pólo dinâmico, criativo, inovador, empreendedor de desenvolvimento e de justiça social para o vosso sector, ou seja, para Portugal», rematou o Presidente da República.

O evento, que já é uma referência a nível nacional, contou com a presença de diversas entidades oficiais, entre as quais o Secretário de Estado da Agricultura, Gonçalo Rodrigues; o Presidente do Instituto do Vinho e da Vinha, Bernardo Gouvêa; o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Vítor Silva; os Presidentes e/ou representantes das CVRs Nacionais e Entidades Regionais de Turismo; e o espanhol José António Vidal, Presidente da Global Wine Tourism Organization, o organismo que representa o Enoturismo a nível mundial: «Foi um prazer vir a Portugal assistir ao Prémio Nacional de Enoturismo. A GWTO tem acompanhado o trabalho que a APENO tem desenvolvido em Portugal, é muito interessante, e em muitos aspectos pioneiro. E acredito já estar a dar frutos. Parabéns a todos os premiados!», afirmou.

Do painel de mais de 250 jurados fizeram parte reconhecidos jornalistas do vinho e do turismo, entidades oficiais do vinho e do turismo, chefes de Cozinha e sommeliers, e até mesmo os associados da APENO (organismos oficiais votaram em diferentes regiões da sua, e profissionais do sector e associados em pessoas e projectos alheios): «A APENO está a crescer todos os dias e a fazer um caminho importante na organização do sector. Reunir o mundo do vinho e do turismo nesta festa especial que premeia os melhores do enoturismo deixa-nos muito felizes. O evento foi diferente, criativo, cheio de glamour, surpresas e pormenores. No que depender de nós, será sempre assim!», garantiu Maria João de Almeida.
 

 

!–


–>

Populares

A Herdade da Malhadinha Nova vence pela segunda vez o Prémio Nacional de Enoturismo, e o Alentejo foi a região mais distinguida, numa votação transparente realizada numa plataforma on-line por mais de 250 jurados do sector. Nas restantes categorias e diplomas de mérito também foram premiadas empresas e pessoas de outras regiões nacionais que se destacaram pela excelência de serviço. Portugal a dar cartas no Enoturismo.  

A cerimónia da segunda edição do Prémio Nacional de Enoturismo APENO / Ageas Seguros 2023 decorreu no dia 26 de Maio, no Hotel Convento de São Paulo, no Redondo. Um evento que distinguiu as melhores empresas, práticas e projetos enoturísticos em Portugal, tendo como main sponsor a Ageas Seguros e o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo que, tal como no ano passado, foi a região que arrecadou a maioria dos prémios. O Prémio Nacional de Enoturismo contou ainda com os prémios patrocinados pelo Grupo Amorim, o apoio institucional do Instituto da Vinha e do Vinho, além de outras empresas que participam das mais diversas formas, como a Schott Zwiesel; Alug’Aqui, Gifts4Wine, Exame, Gracal, Biosphere, CVR Alentejo, Município de Redondo, Abreu Advogados, Yon Wine e o Concessionário Oficial Ford | Multiribeiro 2.

Ao longo do evento, apresentado por Mónica Jardim, foram sendo divulgados os grandes vencedores das 14 categorias: Melhor Sala de Provas (Niepoort); Melhor Empresa Turística (WINEnROUTE); Melhor Projecto Inclusivo (Adega Mayor); Melhor Projecto Sustentável(Azores Wine Company); Melhor Restaurante (Bomfim 1896); Melhor Chefe de Cozinha (Miguel Laffan); Melhor Sommelier (Gonçalo Mendes); Melhor Profissional (Sofia Soares Franco); Melhor Estadia (Torre de Palma Wine Hotel); Melhor Loja (Quinta da Taboadella); Melhor Arte e Cultura (WOW – World of Wine); Melhor Inovação e Tecnologia (WOW – World of Wine); Melhor Hospitalidade (Herdade da Malhadinha); e Melhor Enoturismo de Portugal (Herdade da Malhadinha).
 

Este ano, foram ainda atribuídos seis diplomas de Mérito e Incentivo a pessoas que nas suas empresas se evidenciam pela entrega e pela excelência do serviço oferecido. Assim foram distinguidos Vanessa Ferreira (Quinta do Pôpa), David Borges (Adega da Vidigueira); Olena Cherkashyna (Enoport); Ana Reis (Quinta do Sanguinhal), Sónia Martins (Lusovini) e Jorge Afonso (Casa do Jôa).

Marcelo Rebelo de Sousa, que não pôde estar presente no evento por compromissos anteriormente assumidos, fez questão de deixar um vídeo onde cumprimentou a plateia, evidenciando desde logo o turismo e o vinho portugueses, reconhecidos como «dos melhores do mundo». Elogiou ainda a nossa gastronomia, paisagem, património natural e edificado, clima ameno, acolhimento caloroso e a nossa história. E deixou uma mensagem especial para os vencedores: «Quero felicitar todos mas em especial os premiados que mais se distinguiram e diferenciaram, que servem de exemplo e motivação para mais projectos de excelência. Que se repliquem no nosso país», afirmou. «Finalmente, queria fazer votos para que a APENO tenha os maiores sucessos, continuando a ser um pólo dinâmico, criativo, inovador, empreendedor de desenvolvimento e de justiça social para o vosso sector, ou seja, para Portugal», rematou o Presidente da República.

O evento, que já é uma referência a nível nacional, contou com a presença de diversas entidades oficiais, entre as quais o Secretário de Estado da Agricultura, Gonçalo Rodrigues; o Presidente do Instituto do Vinho e da Vinha, Bernardo Gouvêa; o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Vítor Silva; os Presidentes e/ou representantes das CVRs Nacionais e Entidades Regionais de Turismo; e o espanhol José António Vidal, Presidente da Global Wine Tourism Organization, o organismo que representa o Enoturismo a nível mundial: «Foi um prazer vir a Portugal assistir ao Prémio Nacional de Enoturismo. A GWTO tem acompanhado o trabalho que a APENO tem desenvolvido em Portugal, é muito interessante, e em muitos aspectos pioneiro. E acredito já estar a dar frutos. Parabéns a todos os premiados!», afirmou.

Do painel de mais de 250 jurados fizeram parte reconhecidos jornalistas do vinho e do turismo, entidades oficiais do vinho e do turismo, chefes de Cozinha e sommeliers, e até mesmo os associados da APENO (organismos oficiais votaram em diferentes regiões da sua, e profissionais do sector e associados em pessoas e projectos alheios): «A APENO está a crescer todos os dias e a fazer um caminho importante na organização do sector. Reunir o mundo do vinho e do turismo nesta festa especial que premeia os melhores do enoturismo deixa-nos muito felizes. O evento foi diferente, criativo, cheio de glamour, surpresas e pormenores. No que depender de nós, será sempre assim!», garantiu Maria João de Almeida.
 

 
!--

-->