21.5 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Setembro 26, 2023

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Universidade de Évora visita Ecossistema Empreendedor de Dublin!

No âmbito do projeto UI-CAN – Universidades como Interface para o Empreendedorismo, cofinanciado pelo COMPETE 2020 e Portugal 2020, através do Fundo Social Europeu, a Universidade de Évora, juntamente com as Universidades de Aveiro, Trás os Montes e Alto Douro, Coimbra, Beira Interior e a Associação Universidade – Empresa para o Desenvolvimento – TecMinho, marcou presença numa visita ao ecossistema empreendedor de Dublin, na Irlanda, entre os dias 22 e 24 de maio de 2023.

A delegação foi recebida na Embaixada portuguesa e teve a oportunidade de conhecer o trabalho dinamizado por multinacionais como a Tangent, Trinity’s Ideas Workspace, o The Guinness Enterprise Centre, o Irish Manufacturing Research e a  Google, onde cerca de 30 empreendedores tiveram a possibilidade de apresentar as suas ideias de negócio a investidores e empreendedores com ligação à Enterprise Ireland, uma organização governamental responsável pelo desenvolvimento e crescimento das empresas irlandesas nos mercados mundiais. No último dia, os empreendedores participaram na National Manufacturing & Supply Chain Conference, um fórum no qual os visitantes puderam ouvir casos de estudo dos principais especialistas mundiais e locais em fabrico e contactar com fornecedores de tecnologia de ponta para melhorar o desempenho da sua empresa.  

Em representação da Universidade de Évora, estiveram presentes três docentes e investigadores com os seus projetos. Célia Antunes, investigadora do Instituto de Ciências da Terra (ICT) e docente do Departamento de Ciências Médicas e da Saúde da UÉ, com o Projeto NanowoudCare, responsável pelo desenvolvimento de um dispositivo médico inteligente para o tratamento de feridas, baseado na nanotecnologia, que permite uma cicatrização mais rápida e promove elevados níveis de qualidade de vida dos utilizadores. Vitor Nogueira, Pró-Reitor para a Transformação Digital e Ciência Aberta e investigador do Comprehensive Health Research Centre (CHRC) da UÉ, com o Projeto AI, resultado do recente investimento da UÉ nas áreas de Inteligência Artificial e Data Science, que se traduziu em dois projetos, um primeiro que aborda a modelação e previsão de acidentes rodoviários, e um segundo, que recorre à “Internet of Things (IoT)”, um conceito que se refere à interconexão digital de objetos quotidianos com a internet, neste caso em concreto, à Internet of (Medical) Things para uma medicina personalizada. E ainda Mouhaydine Tlemcani, investigador do ICT e docente do Departamento de Engenharia Mecatrónica da UÉ, com o Projeto UniversaPulsar, resultado de dois trabalhos de doutoramento na área dos sistemas embebidos aplicados à energia solar fotovoltaica e que consiste na conceção de um sistema, inteligente e flexível, de monitorização e controlo de baixo custo adaptado a painéis fotovoltaicos, adaptável por aprendizagem e capaz de identificar falhas e avarias, facilitando a manutenção preventiva e corretiva.

Populares

No âmbito do projeto UI-CAN – Universidades como Interface para o Empreendedorismo, cofinanciado pelo COMPETE 2020 e Portugal 2020, através do Fundo Social Europeu, a Universidade de Évora, juntamente com as Universidades de Aveiro, Trás os Montes e Alto Douro, Coimbra, Beira Interior e a Associação Universidade – Empresa para o Desenvolvimento – TecMinho, marcou presença numa visita ao ecossistema empreendedor de Dublin, na Irlanda, entre os dias 22 e 24 de maio de 2023.

A delegação foi recebida na Embaixada portuguesa e teve a oportunidade de conhecer o trabalho dinamizado por multinacionais como a Tangent, Trinity's Ideas Workspace, o The Guinness Enterprise Centre, o Irish Manufacturing Research e a  Google, onde cerca de 30 empreendedores tiveram a possibilidade de apresentar as suas ideias de negócio a investidores e empreendedores com ligação à Enterprise Ireland, uma organização governamental responsável pelo desenvolvimento e crescimento das empresas irlandesas nos mercados mundiais. No último dia, os empreendedores participaram na National Manufacturing & Supply Chain Conference, um fórum no qual os visitantes puderam ouvir casos de estudo dos principais especialistas mundiais e locais em fabrico e contactar com fornecedores de tecnologia de ponta para melhorar o desempenho da sua empresa.  

Em representação da Universidade de Évora, estiveram presentes três docentes e investigadores com os seus projetos. Célia Antunes, investigadora do Instituto de Ciências da Terra (ICT) e docente do Departamento de Ciências Médicas e da Saúde da UÉ, com o Projeto NanowoudCare, responsável pelo desenvolvimento de um dispositivo médico inteligente para o tratamento de feridas, baseado na nanotecnologia, que permite uma cicatrização mais rápida e promove elevados níveis de qualidade de vida dos utilizadores. Vitor Nogueira, Pró-Reitor para a Transformação Digital e Ciência Aberta e investigador do Comprehensive Health Research Centre (CHRC) da UÉ, com o Projeto AI, resultado do recente investimento da UÉ nas áreas de Inteligência Artificial e Data Science, que se traduziu em dois projetos, um primeiro que aborda a modelação e previsão de acidentes rodoviários, e um segundo, que recorre à “Internet of Things (IoT)”, um conceito que se refere à interconexão digital de objetos quotidianos com a internet, neste caso em concreto, à Internet of (Medical) Things para uma medicina personalizada. E ainda Mouhaydine Tlemcani, investigador do ICT e docente do Departamento de Engenharia Mecatrónica da UÉ, com o Projeto UniversaPulsar, resultado de dois trabalhos de doutoramento na área dos sistemas embebidos aplicados à energia solar fotovoltaica e que consiste na conceção de um sistema, inteligente e flexível, de monitorização e controlo de baixo custo adaptado a painéis fotovoltaicos, adaptável por aprendizagem e capaz de identificar falhas e avarias, facilitando a manutenção preventiva e corretiva.