03 Dez. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 64

O Presidente da Câmara Municipal de Mora, Luís Simão, atualizou este domingo a situação epidemiológica da COVID-19 naquele concelho alentejano.

Luís Simão afirmou que "os recentes acontecimentos no concelho, no que respeita à Pandemia COVID-19, permitiram-me constatar que o Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente algumas das estruturas ligadas ao controlo deste flagelo estão sem capacidade para responder com deveriam a esta situação".

O autarca alerta que "há falhas no sistema, pelo menos nos recursos humanos disponíveis e, em suma, há muita coisa que não está a ser feita como deveria”.

De acordo com o edil, este sábado foi “um dia complicado no concelho” - “foram-se conhecendo os resultados dos testes efetuados sexta-feira em Cabeção (incluindo aos funcionários e utentes do Lar Nossa Senhora da Purificação) em Malarranha e em Pavia. Surgiram mais alguns casos positivos. No total (e o rigor não é absoluto) há 8 casos em Malarranha, 2 em Pavia, 12 em Cabeção”.

Luís Simão adianta ainda que no Lar de Idosos Nossa Senhora da Purificação “testaram positivo dois funcionários e 4 utentes. Os utentes foram evacuados para uma residência da Câmara Municipal de Mora que já tínhamos preparado para esta eventualidade. Esta operação decorreu sem sobressaltos e poucas horas depois de serem conhecidos os resultados dos testes os utentes em causa estavam realojados. Estão a ser tratados por funcionárias da instituição, estão assintomáticos e com certeza que, apesar da idade irão recuperar”. O edil salientou que “seria excelente que o surto no lar ficasse por aqui”.

Segundo o autarca, “pelo que sei há 3 pessoas em internamento hospitalar uma em cuidados intensivos”.

 

A Câmara Municipal de Elvas divulgou, este domingo, que registaram mais 15 novos casos positivos de COVID-19 e mais dois casos recuperados nas últimas 24 horas.

De acordo com a informação disponibilizada pela autarquia, o concelho de Elvas regista atualmente 47 casos ativos de COVID-19.

O concelho de Elvas contabiliza ainda 60 casos recuperados de COVID-19.

A Câmara Municipal de Ourique divulgou, este domingo, que as autoridades de saúde determinaram o encerramento do Centro Escolar de Ourique, devido a casos de COVID-19.

A autarquia explica que “na sequência de um episódio hospitalar, foi detetado um caso positivo de contágio no Centro Escolar de Ourique (Jardim de Infância e 1º ciclo do Ensino Básico), de uma funcionária, e um contágio de um familiar que frequenta a Escola EB 2,3/S de Ourique”.

Face a esta situação, a autoridade de saúde determinou o encerramento do Centro Escolar de Ourique “e a realização de testes a toda a comunidade envolvida. No caso da Escola EB2,3/S de Ourique a turma do aluno em causa foi colocada em quarentena preventiva”.

O Município de Ourique garante que “à semelhança de outras situações já ocorridas, está a trabalhar para a concretização tão rápida quanto possível dos testes que permitam a identificação integral da situação e a adoção dos procedimentos adequados previstos nos protocolos de resposta à COVID-19”.

A Câmara Municipal de Borba atualizou, este domingo, a situação epidemiológica da pandemia COVID-19 no concelho.

Segundo os dados divulgados pela autarquia, e confirmados pelas Autoridades de Saúde Local, registam-se 48 casos ativos de COVID-19 no concelho, mais um em relação ao dia de ontem.

O concelho de Borba não regista ainda qualquer caso recuperado, de acordo com os dados do Município borbense.

Recorde-se que Borba é um dos 121 concelhos do país com risco elevado de transmissão da COVID-19.

A Câmara Municipal de Vila Viçosa atualizou, pela segunda vez este domingo, o relatório da situação epidemiológica da COVID-19 no concelho, desta vez com os dados até ao dia 7 de novembro.

De acordo com os dados divulgados pela autarquia, registaram mais um novo caso positivo em relação ao dia 6. 
 
Desde o início da pandemia, o concelho calipolense regista 128 casos positivos de COVID-19, dos quais 119 encontram-se ativos e três já recuperaram da doença. Contabiliza-se seis mortes no concelho, provocadas pelo novo coronavírus.

A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) atualizou, este domingo, a situação epidemiológica da pandemia COVID-19 naquela região.

Segundo os dados disponibilizados, o Baixo Alentejo regista atualmente 224 casos ativos de COVID-19, mais cinco em relação aos dados divulgados pela CIMBAL no dia 7 de novembro

O número de casos recuperados aumentou para 629, mais dois em relação aos dados divulgados ontem.

Estão 17 pessoas internadas devido à COVID-19, das quais três nos Cuidados Intensivos. 1.020 pessoas estão em vigilância pelas Autoridades de Saúde da região.

De acordo com a CIMBAL, o Baixo Alentejo regista 28 mortes provocadas pela COVID-19, as mesmas registadas no dia 7.

Desde o início da pandemia, a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo já registou um total de 882 casos de COVID-19.

Os concelhos que registam atualmente mais casos ativos do novo coronavírus no Baixo Alentejo são Beja, com 128 casos ativos, seguindo-se Serpa, com 27, e Ferreira do Alentejo, com 25.

O Município de Redondo promove a partir de hoje, dia 8 de novembro, a Semana Gastronómica dedicada às Migas.

A Semana Gastronómica das Migas vai decorrer até ao dia 15 de novembro e conta com 18 restaurantes aderentes daquele concelho.

Durante esta semana que começa, pode provar um dos pratos mais típicos do Alentejo no concelho de Redondo.

“Aperta” é o novo restaurante no concelho de Campo Maior e é a mais recente aposta do grupo Nabeiro. O novo estabelecimento nasceu num local onde começou por ser um lagar, passou a bar e discoteca nos inícios dos anos 90 e é desde maio um restaurante assente no azeite, vinho e café, mas sempre a olhar para os melhores produtos do Alentejo.

Em declarações à televisão SIC, João Manuel Nabeiro, proprietário do “Aperta”, afirmou que “ligada à nossa gastronomia Alentejana, com algum sentido evolutivo que o nosso [chef] Henrique Mouro colocou na alma para esta renovada oferta. Acredito que a nossa oferta tem de ser para a região, mas este espaço começou por ser um espaço que se oferecia até aos visitantes que vinham de Lisboa nos anos 90 e que os fins de semana eram passados muito aqui dentro destas quatro parede e disfrutando de uma maneira diferente que na altura era um café-concerto com misto de discoteca e, neste momento, já é um restaurante”.

Sobre a comida, o Chef Henrique Mouro referiu que “no final tentamos ir às referências do passado e da nossa alimentação desde que começámos a comer. Portanto, eu tenho como referência a cozinha do Alentejo, do norte do Alentejo, a minha mãe sempre cozinhou pratos da avó dela e daí tento reproduzir”.

Como refere o portal “Boa Cama, Boa Mesa”, “de terça a sexta-feira, o novo restaurante Aperta (Rua Dr. Tello da Gama, em Campo Maior. Tel.268249350) apresenta um menu executivo, ao almoço e ao jantar, com preços entre €9,50 e €12,50, que já inclui sobremesa. Antigo lagar de azeite, o atual Aperta foi também restaurante e discoteca, ganhou fama como ApertAzeite e acabou por encerrar durante vários anos... agora reabre como uma forte aposta gastronómica. O restaurante encerra ao domingo ao jantar e à segunda-feira”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31