07 Dez. 2022
Augusta Serrano
Ecos da Planura
09:00-11:00

Hoje é um dia importante para o Alentejo, o dia de todas as decisões.

Évora conhece hoje o resultado da sua candidatura a Capital Europeia da Cultura e fica hoje a saber se conquistou o título.

A equipa responsável pela candidatura, numa nota divulgada na página oficial deu conta que "No Alentejo, ninguém canta sozinho. Porque este é um caminho coletivo, queremos estar juntos, e continuar juntos, haja o que houver."

Assim, e para que a notícia possa ser recebida em conjunto, hoje, dia 07 de dezembro, vão ser abertas as portas do espaço Évora_27, na Praça Joaquim António de Aguiar junto ao Teatro Garcia de Resende, cedido pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana para, quem assim o desejar, possa assistir à transmissão do anúncio da cidade portuguesa que será distinguida com o título de Capital Europeia da Cultura.

A partir das 15h00, pode fazer parte deste momento.

Recorde-se que o título de Capital Europeia da Cultura  vai ser hoje atribuído a uma de quatro cidades: quatro candidaturas, Évora, Aveiro, Braga e Ponta Delgada.

Os preços das casas para arrendar em Portugal apresentaram uma subida de 2,9% em novembro face ao mês anterior. Segundo o índice de preços do idealista, arrendar casa tinha um custo de 12,5 euros por metro quadrado (euros/m2) no final do mês de novembro deste ano, tendo em conta o valor mediano. Já em relação à variação trimestral, a subida foi de 7.9% e a anual de 16,3%.

O preço de arrendamento em novembro subiu em sete capitais de distrito, com Aveiro (13,1%) a liderar a lista. Seguem-se Santarém (7,5%), Porto (7,4%), Lisboa (3,4%), Braga (3,1%), Leiria (2,4%) e Setúbal (0,8%). Já em Coimbra, o preço das casas para arrendar manteve-se estável entre outubro e novembro.

Por outro lado, os preços desceram em Viana do Castelo (-4,7%), Funchal (-3,8%) e Faro (-2%).

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro arrendar casa: 17,3 euros/m2. Porto (13,4 euros/m2) e Funchal (10,9 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Aveiro (10,6 euros/m2), Setúbal (9,5 euros/m2), Faro (9,3 euros/m2), Coimbra (8,2 euros/m2) e Viana do Castelo (8 euros/m2).

Já as cidades mais económicas são Santarém (6,5 euros/m2), Leiria (6,7 euros/m2) e Braga (7,5 euros/m2).

Dos 16 distritos e ilhas analisados, os preços das casas para arrendar apenas desceram em Viseu (-6,6%), Portalegre (-6,5%), ilha da Madeira (-3,2%), Faro (-1,7%), Vila Real (-0,5%) e Santarém (-0,4%).

Por outro lado, os preços subiram em Braga (9,4%), Évora (6%), Porto (5,5%), Aveiro (3,6%), Lisboa (3,2%), Setúbal (3,1%), Castelo Branco (1,6%), Viana do Castelo (1%), Coimbra (1%) e Leiria (0,6%).

De referir que o ranking dos distritos mais caros para arrendar casa é liderado por Lisboa (15,8 euros/m2), seguido pelo Porto (11,6 euros/m2), Faro (11 euros/m2), ilha da Madeira (10,6 euros/m2), Setúbal (10,2 euros/m2), Évora (9 euros/m2), ilha de São Miguel (8,5 euros/m2), Viana do Castelo (8,2 euros/m2) e Aveiro (8,1 euros/m2). Segue-se Coimbra ( 8 euros/m2), Leiria (7,6 euros/m2), Braga (7,5 euros/m2) e Santarém (6,3 euros/m2).

Os preços mais económicos encontram-se em Portalegre (5,1 euros/m2), Vila Real (5,5 euros/m2), Castelo Branco (5,7 euros/m2) e Viseu (5,9 euros/m2)

Durante o mês de novembro, os preços das casas para arrendar subiram na Região Autónoma dos Açores (10,1%) seguido pelo Norte (5,5%), Área Metropolitana de Lisboa (3,3%) e Centro (1,8%). Por outro lado, os preços desceram na Região Autónoma da Madeira (-2,9%), Alentejo (-1,9%) e Algarve (-1,7%).

A Área Metropolitana de Lisboa, com 15,1 euros/m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (11 euros/m2), Região Autónoma da Madeira (10,6 euros/m2) e Norte (10,6 euros/m2). Do lado oposto da tabela encontram-se o Centro (7,5 euros/m2), a Região Autónoma dos Açores (7,8 euros/m2) e o Alentejo (8,1 euros/m2) que são as regiões mais baratas.

 

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou todo o país em alerta devido às previsões de agravamento das condições metereológicas já  a partir da tarde d ehoje.

O distrito de Beja está com aviso amarelo a partir das 09 horas desta quarta-feira devido a precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento. A partir das 15 horas, este aviso passa a laranja  estando em vigor até às 06h00 de dia 09 devido à precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento.

Para este distrito está ainda em vigor um aviso amarelo devido à agitação marítima com a previsão de Ondas de sudoeste com 4 a 5 metros.

No que diz respeito ao Distrito de ÉVora, está em aviso amarelo a partir das 15 horas desta quarta-feira, até às 06h00 de dia 09h00 devido Precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento.

Portalegre entra em aviso amarelo depois das 18 horas de hoje e até dia 09 também pela previsão de precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada e de rajadas fortes de vento.

O Comando Territorial de Beja, para além da sua atividade diária, levou a efeito um conjunto de operações no distrito de Beja, na semana de 28 de novembro a 4 de dezembro, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

1.    Detenções:     19 detidos em flagrante, destacando-se:                        

·         10 por condução sob efeito do álcool;

·         Três por condução sem habilitação legal;

·         Três por trafico de estupefacientes;

 

2.    Apreensões:           

·         22 doses de cocaína;

·         Duas doses de liamba;

·         Quatro doses de haxixe

·         Duas viaturas.

 

3.    Trânsito:

Fiscalização:  292 infrações detetadas, destacando-se:                       

·         15 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·         15 por infrações relacionadas com os pneumáticos;

·         12 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·         11 por infrações relacionadas com tacógrafos;

·         10 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·         Nove por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;

·         Oito por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·         Três por infrações relacionadas com veículos agrícolas.

 

Sinistralidade:   31 acidentes registados, destacando-se:

·         Um ferido grave;

·         Quatro feridos leves.

 

4.    Fiscalização Geral:  17 infrações detetadas:                                                                        

·         15 no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente;

·         Duas no âmbito da legislação de policia geral.

Beja e Évora sob aviso amarelo devido a chuva forte e trovoadas!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/beja-e-evora-sob-aviso-amarelo-devido-a-chuva-forte-e-trovoadas

Terra tremeu no Alentejo: registados dois sismos nas últimas 24 horas!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/terra-tremeu-no-alentejo-registados-dois-sismos-nas-ultimas-24-horas-202212060826

GNR de Évora multa mais de 320 condutores em apenas seis dias, 28 por excesso de velocidade!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/gnr-de-evora-multa-mais-de-320-condutores-em-apenas-seis-dias-28-por-excesso-de-velocidade

Atleta Afonso Polme do SC Borbense chamado ao FC Porto!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/atleta-afonso-polme-do-sc-borbense-chamado-ao-fc-porto

Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia abre inscrições para a 5ª edição do Bootcamp de Robótica!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/parque-do-alentejo-de-ciencia-e-tecnologia-abre-inscricoes-para-a-5-edicao-do-bootcamp-de-robotica

VN de Milfontes: Extraída certidão contra antigo adjunto do comandante do posto da GNR por falsas declarações!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/vn-de-milfontes-extraida-certidao-contra-antigo-adjunto-do-comandante-do-posto-da-gnr-por-falsas-declaracoes

39ª edição da Ovibeja já tem data marcada e mote: "Comunicar, um Grande Desafio para a Agricultura”!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/39-edicao-da-ovibeja-ja-tem-data-marcada-e-mote-comunicar-um-grande-desafio-para-a-agricultura

Município de Reguengos de Monsaraz vai construir Parque de Valorização de Resíduos!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/municipio-de-reguengos-de-monsaraz-vai-construir-parque-de-valorizacao-de-residuos

Veja o VÍDEO: Misericórdia de Borba e árbitro Luís Godinho unem-se em "grito" de apoio à Seleção Portuguesa!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/veja-o-video-misericordia-de-borba-e-arbitro-luis-godinho-unem-se-em-grito-de-apoio-a-selecao-portuguesa

GNR deteve três pessoas, duas em Estremoz por caça ilegal e 1 em V.Viçosa por conduzir com álcool!(c/som)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/gnr-deteve-tres-pessoas-duas-em-estremoz-por-caca-ilegal-e-1-em-v-vicosa-por-conduzir-com-alcool-c-som

Celebrações do Dia de NSA SRA da Conceição levam a limitações de Estacionamento!Conheça-as aqui!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/celebracoes-do-dia-de-nsa-sra-da-conceicao-levam-a-limitacoes-de-estacionamento-conheca-as-aqui

2º Encontro “Évora Cidade Educadora” sob o lema da paz e das oportunidades!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/2-encontro-evora-cidade-educadora-sob-o-lema-da-paz-e-das-oportunidades

PJ deteve 5 pessoas por corrupção em operação que passou por Alter do Chão e Comporta!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/pj-deteve-5-pessoas-por-corrupcao-em-operacao-que-passou-por-alter-do-chao-e-comporta

Homem de 38 anos fica ferido com gravidade em Nisa depois de Eucalipto lhe cair em cima!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/homem-de-38-anos-fica-ferido-com-gravidade-em-nisa-depois-de-eucalipto-lhe-cair-em-cima

Estamos muito longe dos valores da paridade; na investigação é difícil chegar aos lugares de topo” diz Presid. da Associação AMONET(c/som e fotos)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/estamos-muito-longe-dos-valores-da-paridade-na-investigacao-e-dificil-chegar-aos-lugares-de-topo-diz-presid-da-associacao-amonet-c-som-e-fotos

Câmara Municipal de Estremoz está a contratar! Saiba tudo aqui!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/camara-municipal-de-estremoz-esta-a-contratar-saiba-tudo-aqui-202212061505

Colaço do Rosário, fundador da atual vitivinicultura do Alentejo, é homenageado em documentário!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/colaco-do-rosario-fundador-da-atual-vitivinicultura-do-alentejo-e-homenageado-em-documentario

Homem de 46 anos detido pela GNR por tráfico de droga em Serpa!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/homem-de-46-anos-detido-pela-gnr-por-trafico-de-droga-em-serpa

Primeira Wine Party no Alentejo vai ser em Évora!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/primeira-wine-party-no-alentejo-vai-ser-em-evora

Zoomarine lança cartão de descontos para professores do Algarve e Alentejo

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/zoomarine-lanca-cartao-de-descontos-para-professores-do-algarve-e-alentejo

Viana do Alentejo recebe prémio "Município Amigo do Desporto 2022"

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/viana-do-alentejo-recebe-premio-municipio-amigo-do-desporto-2022

Recuperar a Igreja da Lapa contribui para o nosso desejo de elevar V.V. a Património Mundial” diz Inácio Esperança(c/som e fotos)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/recuperar-a-igreja-da-lapa-contribui-para-o-nosso-desejo-de-elevar-v-v-a-patrimonio-mundial-diz-inacio-esperanca-c-som-e-fotos

Gonçalo Ramos coloca Portugal a ganhar e renova a Esperança de uma Nação!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/goncalo-ramos-coloca-portugal-a-ganhar-e-renova-a-esperanca-de-uma-nacao

A recuperação total da Igreja da Lapa ronda os 1,7M€; este protocolo é essencial para avançar” diz Pedro Pinto, Irmandade da Lapa(c/som)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/a-recuperacao-total-da-igreja-da-lapa-ronda-os-1-7m-este-protocolo-e-essencial-para-avancar-diz-pedro-pinto-irmandade-da-lapa-c-som-202212061936

Aljustrel: Homem ferido com gravidade em acidente com equipamentos para tratamento de azeitonas!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/aljustrel-homem-ferido-com-gravidade-em-acidente-com-equipamentos-para-tratamento-de-azeitonas

Não governaremos 2023 com o orçamento de 2022; se nada alterar iremos a eleições, mesmo não querendo” diz Pres. da CM de Estremoz(c/som)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/nao-governaremos-2023-com-o-orcamento-de-2022-se-nada-alterar-iremos-a-eleicoes-mesmo-nao-querendo-diz-pres-da-cm-de-estremoz-c-som

Vírus afeta bovinos em Espanha e deixa Alentejo com restrições!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/virus-afeta-bovinos-em-espanha-e-deixa-alentejo-com-restricoes

Aljustrel solidário nas iluminações de Natal e doa valor da poupança à Assoc.Os Rafeiritos do Alentejo!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/aljustrel-solidario-nas-iluminacoes-de-natal-e-doa-valor-da-poupanca-a-assoc-os-rafeiritos-do-alentejo

Proteção Civil emite aviso à população! Mau tempo chega em força nas próximas 48 horas!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/protecao-civil-emite-aviso-a-populacao-mau-tempo-chega-em-forca-nas-proximas-48-horas


 

Comemorou-se hoje o Dia da Arma de Artilharia e do Regimento de Artilharia N.º 5 em Vendas Novas!(c/fotos)

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/comemorou-se-hoje-o-dia-da-arma-de-artilharia-e-do-regimento-de-artilharia-n-5-em-vendas-novas-c-fotos

Município de Alandroal implementa medidas para poupar energia!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/municipio-de-alandroal-implementa-medidas-para-poupar-energia

Em Elvas o Natal vive-se no coração da cidade! Conheça o programa!

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/em-elvas-o-natal-vive-se-no-coracao-da-cidade-conheca-o-programa

Comentário semanal do eurodeputado Carlos Zorrinho aos microfones da Rádio Campanário (c/ som)!

https://www.radiocampanario.com/podcasts/revista-de-imprensa/comentario-semanal-do-eurodeputado-carlos-zorrinho-aos-microfones-da-radio-campanario-c-som-202212062337


 

 

Elvas Cidade Natal é uma iniciativa da Câmara Municipal de Elvas e parceiros, e vai decorrer de 8 dezembro a 8 janeiro, tendo como palco o Centro Histórico de Elvas, aliando a diversão e a tradição para todas as idades.

A programação, diária, tem como cenário a Praça da República, onde vai estar instalada a Feira de Natal, com stands para venda e mostra de produtos.

A Feira inclui, entre outras atividades, a Aldeia do Pai Natal, a Fábrica dos Brinquedos; e várias atrações, como um carrossel parisiense e uma roda gigante mini, sendo ainda colocados elementos decorativos alusivos a esta quadra festiva, para proporcionar momentos de convívio e diversão.

O coração da cidade vai contar com um Pórtico de Entrada, bonecos de neve, bengalas natalícias, um Pai Natal gigante, bolas, renas e um banco decorativo, apelando à magia da quadra.

Aliado a esta programação prossegue a tradição do presépio no Adro da Sé, os concertos natalícios e a realização do Presépio ao Vivo têm continuidade, com a possibilidade de realizar viagens no comboio turístico decorado para o efeito.

Todo este programa vai contar com o apoio das associações e instituições locais, de forma a criar-se um programa para todas as faixas etárias e dinamizar o Centro Histórico da cidade, que irá ter sonorização nas principais artérias comerciais.

Os espaços culturais também vão contar com dinamização neste período de festa.

Em Elvas a cultura, o património e a história cruzam-se em todos os recantos, com destaque para o Forte da Graça, o Forte de Santa Luzia, o Aqueduto da Amoreira, os edifícios militares e as muralhas, classificados em 2012 como Património Mundial pela UNESCO.

A tudo isto junta-se uma tradição única no Natal, que se tem vindo a perpetuar de geração em geração e que nos últimos anos assumiu ainda maior relevância, com o ressurgimento do Cantar ao Menino, acompanhado do instrumento típico a ronca.

Por tudo isto, o Municipio convida a ir a Elvas e desfrutar de um natal diferente e com atividades para todas as idades, com as nossas ruas iluminadas de cor e alegria.

Conheça o Programa AQUI

ficheiros/docs/ElvasCidadeNatal2022_programa_WEB.pdf

 

 

Na revista de imprensa de hoje, 06 de dezembro, terça-feira, recebemos em antena o eurodeputado socialista Carlos Zorrinho, que se juntou a nós a partir de Bruxelas para comentar algumas das manchetes que abriram a agenda informativa de hoje.

Na ordem do dia estiveram: mais de 70% dos empregos perdidos em 2020 eram ocupados por jovens , aumento para 1,4 milhões de portugueses sem médico de família e os congestionamentos nas urgências do SNS.

Em relação ao primeiro tema Carlos Zorrinho começou por adiantar “foi a consequência de algo inesperado, com o qual não contávamos e que foi a pandemia” acrescentando “que os jovens estão ainda no início das carreiras e o nível de contratação é ainda de precariedade.” Ainda assi, acrescenta, “o lado menos negativo é que jovens nessa faixa etária certamente mais facilmente conseguem encontrar novo emprego.”

Para Carlos Zorrinho, em Portugal , com o desemprego a baixar, o problema que temos é de “nível salarial e não de oferta de emprego.”

No que diz respeito ao segundo tema, o aumento de portugueses sem médico de família, neste momento já são 1,4 milhões, o Eurodeputado do PS refere “o Serviço Nacional de Saúde é algo de extraordinário que Portugal tem e temos que o manter e gerir.”

Carlos Zorrinho acrescenta ainda “o SNS atravessa momentos difíceis, nomeadamente no que diz respeito à atratividade do SNS, pela remuneração que pode pagar, pela dificuldade de fixação de pessoas no interior, custos de habitação, têm tornado o SNS menos atrativo , quer para médicos, quer para enfermeiros.”

No que diz respeito aos congestionamentos nas urgências, algo que tem estado na ordem do dia, o Eurodeputado Socialista realça “podiam ser reduzidos se os centros de saúde tivessem maior capacidade de resposta.”

Ainda assim, Carlos Zorrinho sublinha “temos que valorizar o SNS, um serviço de saúde universal, como poucos países têm , reconhecendo que também temos qualidade nele.”

No que diz respeito ao investimento afeto à área da saúde no orçamento de estado para 2023, e ao fato de haver já quem considere que o novo Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, quer resolver os problemas da saúde com palavras, o nosso comentador diz “na generalidade podemos sempre dizer que há algum sub-financiamento de algumas funções mas o principal problema do SNS é a capacidade de se reorganizar.”

O Eurodeputado do PS considera “existir uma aposta muito forte ,nomeadamente por parte do novo ministro e do CEO, especialmente numa reorganização pelo que, as palavras , não são de desvalorizar e com uma nova organização,com outra estrutura, com uma resposta de proximidade maior e melhor funcionamento nos centros de saúde,oa organização do Serviço Nacional de Saúde irá melhorar.”


 


 


 

O cenário de crise energética global, obriga os países e as organizações a tomar medidas de poupança de energia e acelerar processos de transição energética para energias limpas.

O município de Alandroal tem vindo a adotar várias medidas para acelerar a transição para as energias renováveis, promover a eficiência dos recursos hídricos e a mobilidade sustentável no território, ao mesmo tempo que procura criar condições para atrair investimento nestas áreas, estratégicas para o desenvolvimento futuro.

O município está envolvido no projeto conjunto da CIMAC para o aumento da eficiência energética na iluminação pública, já implementado, e desenvolveu projetos de eficiência energética para os edifícios municipais de maior consumo, que aguardam financiamento comunitário.

O recurso a tecnologia LED em todas as substituições de luminárias e em todos os novos projetos municipais e a responsabilização pelos próprios consumos de todas as associações do concelho em edifícios municipais cedidos são outros exemplos de esforços já em curso para a redução dos consumos. Ao nível do consumo energético da frota municipal, foi feito, nos últimos anos, um esforço de renovação por viaturas mais modernas e menos poluentes, superior a um milhão de euros de investimento, com impacto positivo nos consumos globais e nas restantes despesas associadas a manutenções e reparações. O município está agora a apostar na aquisição de viaturas hibridas e elétricas.

Do lado da gestão da água, foram feitos investimentos significativos na instalação de um sistema de Zonas de Medição e Controle de Caudal (ZMCs) que ajudam a detetar e sinalizar de forma precoce as fugas e ruturas que acontecem com grande regularidade numa rede obsoleta e envelhecida por cerca de 50 anos sem intervenções de fundo de renovação.

Devido aos compromissos de equilíbrio orçamental e gestão de fundos comunitários, o município pratica preços da água que asseguram uma taxa média de cobertura de custos dos sistemas de água, saneamento e resíduos na ordem dos 90%. Um processo fundamental para garantir a capacidade de intervenção constante no sistema, mas que também transmite aos munícipes uma ideia do custo real de captação, tratamento e disponibilização deste recurso que pode contribuir para aumentar a sensibilidade e os níveis de poupança.

Há muito que a autarquia reduziu quase a zero o consumo de água em fontes e fontanários e é pioneira na implementação de arranjos urbanísticos que promovem o aumento do ensombramento para combater ondas de calor com recurso a plantas autóctones mais resilientes e com menores necessidades de água, bem como o recurso a técnicas ancestrais de rega para apoiar o crescimento dos milhares de árvores que estão a ser plantadas por iniciativa municipal.

Contudo, a situação de seca que a região e país viveram este ano, a tendência crescente para que situações desta natureza sejam mais frequentes e mais severas à medida que aumentam os impactos da crise climática global e a particular vulnerabilidade da maior parte do território do concelho aos seus efeitos, levam-nos a acelerar processos, a definir algumas medidas urgentes de mitigação, de curto prazo, sem esquecer o planeamento de ações mais profundas, de médio e longo prazo, em grande parte a serem neste momento definidas no Plano Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas. Neste documento são vertidas as orientações do governo e da CIMAC que se adaptam à nossa realidade local e medidas especificas resultantes do conhecimento dessa mesma realidade e dos processos em curso na autarquia.

As medidas abrangem transportes, edifícios, iluminação pública e relação com o associativismo e incluem a redução da iluminação de Natal ao período de 16 a 25 de dezembro, noite de passagem de ano e noite de Reis (habitualmente, de 08 de dezembro a 06 de janeiro) e das 18h00 às 00h00, reduzindo em 75% os consumos energéticos habituais da quadra natalícia.

As comemorações foram presididas pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Nunes da Fonseca.

Decorreram hoje, dia 6 de dezembro, as Comemorações do Dia da Arma de Artilharia e do Regimento de Artilharia N.º 5, em Vendas Novas, tendo sido presididas pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Nunes da Fonseca, que contaram com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, Dr. Luís Dias, do Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército, Tenente-General Guerra Pereira, entre outras entidades militares e civis.

As atividades do programa comemorativo incluíram uma Cerimónia de Homenagem aos Mortos em Combate, a entrega do Bastão ao Diretor Honorário da Arma de Artilharia, Tenente-General Cóias Ferreira, uma alocução alusiva ao Dia da Arma de Artilharia pelo seu Diretor Honorário, a alocução do Chefe do Estado-Maior do Exército e uma Sessão Solene sobre o Momento Revista de Artilharia, em que se procedeu à entrega dos Prémios “Revista de Artilharia 2022” e “Coronel de Artilharia Zepheryno Brandão 2022".

As comemorações culminaram com a atuação da Banda do Exército e com uma demonstração dinâmica de capacidades.

O General José Nunes da Fonseca, na sua intervenção, referiu que "a Arma de Artilharia é herdeira de um apreciável legado histórico, com especificidade e idiossincrasia próprias, que distinguem os seus militares, as suas forças e as suas unidades. Como bem sabemos, a eficácia da Artilharia, ao longo dos tempos, tem basicamente assentado em rigor no planeamento, em oportunidade de intervenção, em capacidade de coordenação, em destreza na execução e em precisão dos efeitos pretendidos. Estas características assim persistem, presentemente, e prevalecerão.

No quadro da edificação de um Exército moderno e credível, apto a intervir de forma consistente e proficiente num leque alargado de missões, a Arma de Artilharia detém responsabilidades ímpares. Porque encerra uma apreciável dimensão tecnológica, preponderante para um poder verdadeiramente dissuasor e com capacidade para influenciar decisivamente o combate terrestre. A Artilharia assume-se um incontornável elemento no apoio à manobra, pela disponibilização de fogos de campanha e proteção antiaérea às nossas forças no campo de batalha, assim como a áreas e pontos sensíveis." 

O Chefe do Estado-Maior do Exército terminou o seu discurso exortando a que "prossigais o notável trabalho que vêm desenvolvendo, pois com a vossa competência e compromisso sereis determinantes para a capacidade operacional do Exército.​"

Fonte/Fotos: Exército Português

De acordo a informação disponibilizada hoje, dia 6 de dezembro, pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA para as próximas 48 horas, salienta-se o seguinte:

Amanhã e 5.ª feira, dias 7 e 8 de dezembro: • Chuva por vezes forte, mais intensa e frequente na região Sul, e também no Centro, na 5.ª feira, dia 8 de dezembro; • Condições favoráveis a convecção severa com trovoada e fenómenos extremos nas regiões Centro e Sul; • Vento do quadrante sul forte a partir da tarde de quinta-feira nas terras altas e faixa costeira das regiões Centro e Sul, com rajadas até 80 km/h; • Agitação marítima com ondas de sudoeste de 4 a 5 metros, na costa ocidental a sul do Cabo Carvoeiro e na costa sul do Algarve, entre o fim da tarde de 5.ª feira até ao fim da tarde de 6.ª feira.

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

• Ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento;

• Ocorrência de cheias, potenciadas pelo transbordo do leito de alguns cursos de água, rios e ribeiras;

• Instabilidade de vertentes, conduzindo a movimentos de massa (deslizamentos, derrocadas e outros) motivados pela infiltração da água, podendo ser potenciados pela remoção do coberto vegetal na sequência de incêndios rurais, ou por artificialização do solo;

• Arrastamento para as vias rodoviárias de objetos soltos, ou ao desprendimento de estruturas móveis ou deficientemente fixadas, por efeito de episódios de vento forte, que podem causar acidentes com  veículos em circulação ou transeuntes na via pública.

• Piso rodoviário escorregadio, e formação de lençóis de água.

Assim, a Protecção Civil  recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

• Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

• Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

• Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;

• Ter especial cuidado na circulação junto a zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a fenómenos de transbordo dos cursos de água, evitando a circulação e permanência nestes locais;

• Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;

• Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

• Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;

• Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31