O Centro de Estudos – CECHAP homenageou hoje o artista calipolense Espiga Pinto no com a inauguração de uma exposição inédita sobre trabalhos de sua autoria: moedas, medalhas, troféus e estudos e a realização de uma mesa redonda que contou com diversos convidados, entre eles os dois filhos do Escultor calipolense.

Espiga Pinto, nasceu em Vila Viçosa em 1940, tendo desenvolvido uma vasta obra internacional, dedicada à pintura, escultura e outras artes, inserindo-se na terceira geração de artistas modernistas.

A Rádio campanário esteve presente e falou com Carlos Filipe do Cechap, organizador da iniciativa que começou por nos adiantar “esta é uma das atividades do projeto Artes e Letras em que estamos a valorizar as figuras mais importantes nas diversas áreas da cultura e do nosso património” acrescentando “Espiga Pinto é uma figura importantíssima mas que está um pouco esquecida , desconhecida do público em geral mas que deixa uma obra notável em áreas como a escultura, pintura ou serigrafia.”

Este projeto de homenagem a Espiga Pinto arrancou hoje mas vai ser composto por diversos momentos nos próximos dois anos. A iniciativa que hoje se realizou teve como objetivo “assinalar os 8 anos da morte de Espiga Pinto”.

Os trabalhos, alguns nunca expostos nem publicados anteriormente e agora gentilmente disponibilizados pela família para iniciativa, podem ser agora visitados numa exposição disponível ao público nas instalações do Cechap até ao próximo dia 01 de dezembro.

O Projeto Artes e Letras, que tem como pano de fundo valorizar o Património imaterial da cultura local, pretende distinguir assim personalidades que se distinguiram nas mais diversas áreas. De acordo com as declarações de Carlos Filipe à RC “Vila Viçosa teve a sorte de ter a corte e ser a sede de um ducado com uma importância cultural enorme no sec. XVI” acrescentando” nós ainda não conseguimos conhecer a amplitude daquilo que foi a matriz cultural de Vila Viçosa ao longo de vários séculos ainda que vários cronistas a isso lhes tenham feito referencia.”

Para o responsável do Centro de Estudos – CECHAP “ Vila Viçosa é uma excepção no Alentejo do ponto de vista do Património Imaterial e de figuras que deixaram testemunhos fantásticos ao país, como é o caso de Espiga Pinto.

Espiga Pinto ultrapassou fronteiras pois está referenciado também internacionalmente.

O projeto Artes & Letras Alentejo, promove o património imaterial, valoriza a herança cultural, oferecendo uma nova oferta ao turismo nos concelhos de Borba, Estremoz e Vila Viçosa. É cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Regional do Alentejo2020.

 

 

A Associação Eborae Mvsica promove nos dias 1,2,3,3 4 de outubro as  XXIV Jornadas Internacionais “Escola de Música da Sé de Évora – Diogo Dias Melgaz , de Cuba” que decorrem no Convento dos Remédios e na Sé de Évora, e também em Cuba. A Direção Artística das Jornadas é de Pedro Teixeira

O programa integra vários momentos abertos à população em geral: em Évora, no Convento dos Remédios, no dia 1 a Sessão de Abertura às 9h00, o Concerto às 18h00 por The Tallis Scholars , direção de Peter Phillips, na Sé de Évora, e o Concerto pelo Grupo Vocal Olisipo , direção de Armando Possante , na Igreja Matriz de Cuba; no dia 2 às 12 h00 terá lugar, no Convento dos Remédios a Conferência por Owen Rees e às 19h00 , na Sé de Évora, Concerto pelo Grupo Vocal Olisipo, direção de Armando Possante.

Conferência por Owen Rees -intitulada: “D. Catarina de Bragança e a música na corte inglesa”

Owen Rees – É não só um executante mas também um académico cuja mestria dá, constantemente, corpo às suas execuções. Ao longo de todo o seu trabalho como diretor coral, Owen Rees trouxe para as salas de concerto e para os estúdios de gravação vastos reportórios de magnífica música do Barroco e da Renascença, incluindo obras anteriormente desconhecidas, ou pouco conhecidas, de Espanha e de Portugal. As suas interpretações destes reportórios foram aclamadas como “exemplos raros de academismo e arte musical que se combinam e resultam em execuções que impressionam e cativam, imediatamente, o ouvinte”. Owen Rees foi descrito como “uma das vozes mais enérgicas e persuasivas” nesta área. Foi diretor em todo o mundo e diretor de workshops sobre interpretação de polifonia da Renascença.

The Tallis Scholars - O grupo foi fundado em 1973 pelo seu diretor Peter Phillips. Através das suas gravações e Concertos tornaram-se o máximo expoente da música sacra da Renascença em todo o mundo. Peter Phillips trabalhou com o grupo para criar, através de boa afinação e cor, a pureza e claridade do som que ele pensa que é o que melhor serve o reportório da Ranascença, permitindo ouvir todos os pormenores das frases musicais. É a beleza resultante do som que tornou The Tallis Scholars tão largamente conhecidos.

Peter Phillips – dedicou a sua carreira à investigação e interpretação da Polifonia da Renascença e ao aperfeiçoamentodo som coral. Fundou o grupo The Tallis Scholars em 1973 com os quais já apareceu em mais de 2300 concertos e gravou mais de 60 discos em todo o mundo. Como resultado da sua dedicação Peter Phillips e The Tallis Scholars fizeram mais doque qualquer outro grupo  para tornar a música vocal sagrada  da Renascença como um dos grandes reportórios  da música clássica ocidental. Peter Phillips também dirige outros ensembles especializados.

Grupo Vocal Olisipo - foi fundado em 1988, tendo sido desde então dirigido por Armando Possante. O seu repertório é vasto e eclético, abrangendo obras do período medieval aos dias de hoje. Tem colaborado frequentemente com compositores, tendo apresentado em primeira audição obras de Bob Chilcott, Ivan Moody, Christopher Bochmann, Eurico Carrapatoso, Vasco Mendonça, Luís Tinoco, Manuel Pedro Ferreira, Anne Victorino d’Almeida, António Pinho Vargas, Carlos Marecos, Daniel Davis, Edward Luiz Ayres d’Abreu, Fernando Lapa, José Carlos Sousa, Nuno Côrte-Real, Sérgio Azevedo e Tiago Derriça. Trabalhou com dois dos mais prestigiados ensembles mundiais da atualidade, “Hilliard Ensemble” e “The King’s Singers”, e também interpretação de ópera barroca com Jill Feldman.Conquistou já diversos prémios em concursos.

Armando Possante - Armando Possante fez os seus estudos musicais no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola Superior de Música de Lisboa onde concluiu os Cursos Superiores de Direção Coral, com Christopher Bochmann, Canto Gregoriano, com Helena Pires de Matos, e Canto, com Luís Madureira. Foi-lhe atribuído o Título de Especialista em Canto comprovando a qualidade e especial relevância do seu currículo profissional como professor do ensino superior. Estudou Canto em Viena com a Professora Hilde Zadek e frequentou masterclasses de canto com Christianne Eda-Pierre, Christoph Prégardien, Siegfried Jerusalem e Jill Feldman. Aperfeiçoou os seus estudos de Canto Gregoriano em Itália. É professor de canto na Escola Superior de Música de Lisboa e ensinou no Instituto Gregoriano durante mais de 25 anos. Orientou workshops em vários países.

No dia 4 de outubro às 19h00 terá lugar o Concerto Final na Sé de Évora, com a participação do Coro Polifónico “Eborae Mvsica” direção de Emanuel Vieira e o Coro dos Participantes sob a direção de Owen Rees, Armando Possante e Pedro Teixeira. Acontecerá então o Encerramento Oficial das Jornadas e a distribuição de Certificados.

Os contactos podem ser feitos para a Associação Musical de Évora - Eborae Mvsica, Convento dos Remédios, Av. S. Sebastião, Apartado 2126, 7001 - 901 Évora, Portugal. E-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., telef: 266 746 750, telemóvel 965740270, fax 266 701359, eboraemusica.pt.

Para os Concertos de dias 1 e 2 aconselha-se a reserva prévia de bilhetes através de Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

 

A Polícia de Segurança Pública (PSP) revelou os locais onde vão estar os radares de fiscalização de velocidade no mês de outubro, aproveitando a campanha preventiva "Quem o avisa..."

Conheça aqui os locais dos radares da PSP no Alentejo este mês:

 

 

BEJA

07-out-22 09H00 Rua Francisco Miguel Duarte - Beja

12-out-22 09H00 Rua Manuel Joaquim Delgado - Beja

20-out-22 16H00 Rua Francisco Miguel Duarte - Beja

27-out-22 09H00 Av. Salgueiro Maia - Beja

 

ÉVORA

13-out-22 09H00 EN 18 - Bairro do Frei Aleixo

17-out-22 10H00 Estrada Nacional 18 ao Gil, Estremoz

20-out-22 09H00 CM 1094 Estrada do Bairro de Almeirim 

28-out-22 15H00 Avª. Rainha Santa Isabel, Estremoz

 

Portalegre

03-out-22 08H30 Avenida Dia de Portugal - Elvas

07-out-22 08HOO Avenida de Badajoz - Portalegre

10-out-22 08HOO Avenida Extremadura Espanhola - Portalegre

12-out-22 08H30 Avenida do Dia de Portugal - Elvas

18-out-22 08H30 Avenida de Badajoz - Elvas

28-out-22 08HOO Avenida Extremadura Espanhola - Portalegre

 

O secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, esteve hoje em Elvas onde inaugurou a obra de requalificação do edifício sede da Banda 14 de Janeiro, em Elvas.

Uma iniciativa que aproveitou o facto de hoje se comemorar o  Dia Mundial da Música.

Os trabalhos, iniciados no anterior mandato autárquico e recentemente concluídos, tiveram o custo total de 435 mil euros. Este montante foi financiado a 85% por fundos comunitários, através do Programa Operacional do Alentejo, e os restantes 15% oriundos do orçamento municipal.

No decurso da cerimónia realizada no exterior do edifício da Rua Sá da Bandeira, o presidente da Câmara Municipal, comendador José Rondão Almeida, destacou o labor da Banda 14 de Janeiro como exemplo para o movimento associativo local. O autarca anunciou ainda que o atual executivo municipal, depois de ter oferecido o novo mobiliário da sede, irá voltar a colaborar com a filarmónica local através da aquisição do novo fardamento.

Por sua vez o secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território considerou que a requalificação da sede da Banda 14 de Janeiro é mais um bom exemplo da recuperação do património local, com destaque para imóveis com importante carga histórica.

Ainda durante o ato deste Dia Mundial da Música foram homenageados vários nomes ligados à vida da Banda 14 de Janeiro nas últimas décadas.

Antes da visita às renovadas instalações da Banda 14 de Janeiro foi descerrada uma placa que fica a perpetuar esta data em que a Banda 14 de Janeiro regressou oficialmente à sua casa das últimas décadas.

Fonte/Fotos: Município de Elvas

O Comandante Luís Conceição Duarte tomou recentemente posse como novo Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima de Sines, rendendo no cargo o Comandante Rui Silva Filipe.

A cerimónia realizou-se junto às instalações da Capitania do Porto e Comando-local da Polícia Marítima de Sines, tendo sido presidida pelo Subdiretor-geral da Autoridade Marítima e 2.º Comandante-geral da Polícia Marítima, Contra-almirante Nuno Noronha Bragança.

Nesta cerimónia marcaram presença o Chefe do Departamento Marítimo do Centro e Comandante Regional da Polícia Marítima do Centro, Comandante Vieira Branco, o Presidente da Câmara Municipal de Sines e de Santiago do Cacém e representantes das Câmaras Municipais de Grândola e Odemira, bem como os Capitães dos Portos do Departamento Marítimo do Centro, entre outras entidades.

No seu discurso de tomada de posse, o Comandante Conceição Duarte afirmou total disponibilidade, dedicação e empenho para executar as funções inerentes aos cargos que assumiu, manifestando total disponibilidade para uma estreita colaboração com as entidades presentes.

Fonte: Autoridade Marítima Nacional

A Assembleia Municipal de Évora aprovou ontem uma recomendação proposta pela bancada do PSD, pelo reforço de meios e da capacidade operacional do Espírito Santo.

De acordo com a informação referida na nota d eimprensa enviada pelo PSD à nossa redação, a recomendação foi aprovada por maioria, com os votos contra da Bancada do Partido Socialistas.

Nesta recomendação o PSD refere "Como é público, encontra-se em construção o novo Hospital Central do Alentejo (HCA). Defensor desde a primeira hora do projeto, o PSD tem criticado o facto da construção desta infraestrutura -fundamental para a vida dos eborenses e dos alentejanos - não ter obedecido a uma programação financeira clara, atempada e rigorosa, como seria suposto. Não obstante esse deficit de planeamento, parece evidente que o novo HCA será uma realidade, ainda que obra tenha de percorrer, muito provavelmente, um horizonte temporal mais longo daquele o Governo previa no início. "

Para o Partido Social Democrata "esta dilação temporal obrigará inevitavelmente a uma maior atenção à situação do atual hospital (HESE), que como é sabido enfrenta dificuldades de vária ordem. "

"Para além da nomeação urgente de um novo Conselho de Adminstração, que se quer empenhado e totalmente comprometido em melhorar a qualidade dos atos médicos prestados e em aumentar o número de tratamentos e cirurgias- incluindo a redução dos tempos de espera nas urgências - não podemos ser complacentes com o Governo, que agora reforçado com um CEO para este setor, tem uma obrigação acrescida de identificar falhas, corrigir problemas e implementar as soluções que o SNS precisa, e o HESE em particular, executando virtuosamente as verbas inscritas no Orçamento para a Saúde, as quais nem sempre são utilizadas na sua totalidade," pode ainda ler-se no documento.

O documento especificamente ainda quais as recomendações propostas e aprovadas:

- Exortar o Governo e os serviços desconcentrados do Estado ligados à Saúde (ARS) e ao Desenvolvimento Regional (CCDR), bem como o Conselho de Administração do HESE - o atual e o futuro – a propor e a tomarem de forma conjunta integrada, as medidas necessárias, nomeadamente em matéria de reforço de meios, equipamentos e pessoal, através das verbas do Orçamento de Estado para 2023 e anos vindouros, por forma a garantir um pleno funcionamento desta infraestrutura e o reforço da sua capacidade operacional, enquanto o novo Hospital Central não é construído.

Foi ainda aprovado que a referida recomendação  seja remetida: -A Sua Excelência, o Senhor Primeiro Ministro -A Sua Excelência, o Senhor Ministro da Saúde -Ao Senhor Diretor Executivo da Saúde - Ao Senhor Presidente da Comissão e Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo - À Senhora Presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo - Aos Senhores Deputados eleitos pelo Círculo Eleitoral de Évora."

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem conhecimento de que alguns contribuintes têm recebido mensagens de correio eletrónico supostamente provenientes do Portal das Finanças, nas quais é pedido que se carregue num link que é fornecido para recebimento de um alegado reembolso.

Na página da AT pode ver-se o exemplo do corpo da mensagem que está a ser enviada:

 

Estas mensagens , refere a AT, são falsas e devem ser ignoradas. O seu objetivo é convencer o destinatário a aceder a páginas maliciosas carregando nos links sugeridos.

Em caso algum deverá efetuar essa operação.

 

A Assembleia Municipal de Vila Viçosa reuniu no passado dia 29 de setembro  para a 4ª Sessão Ordinária desta Assembleia do ano de 2022.

A sessão teve lugar no Salão Recreativo e Cultural de Pardais, a partir das 21:00 horas e foi transmitida, como habitualmente, em direto, pela Rádio Campanário.

Oiça aqui esta sessão, transmitida em direto pela Rádio Campanário:

 

 

A organização do Fórum do Património de 2022, sob o tem geral “PATRIMÓNIO E PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA”, está a ser pilotada por ONG alentejanas, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz e do ICOMOS-Portugal, e decorre hoje na Biblioteca Municipal de Estremoz.

A Rádio Campanário esteve presente na sessão de abertura desta sexta edição do Fórum do Património onde marcou presença Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional de Cultura do Alentejo, com quem a Rádio Campanário falou.

A Diretora Regional começou por nos referir que “o tema do património é estruturante para toda a região e para o país” especialmente para o Alentejo onde “a importância do nosso património é sobejamente conhecida.”

Ana Paula Amendoeira destaca ainda o facto deste fórum se realizar em Estremoz “o que considera muito significativo pois estão aqui reunidas várias dezenas de associações de defesa do património e isso mostra uma vitalidade da cidadania interventiva na área do património e que é muito precisa.”

A Diretora Regional de Cultura realça igualmente que “precisamos de uma cidadania forte nestas questões do património, do ambiente , daquilo que são os interesses públicos comuns e gerais da qualidade do nosso território e da nossa identidade cultural.”

Quanto ás suas expetativas para este Fórum refere “espero que haja conclusões e decisões internas que venham valorizar e ser uma mais valia para o património , ao ordenamento do território ou à qualidade ambiental” concluindo com a referência de hoje ser um dia importante para o Alentejo.


 


 

Depois de um fim de semana com sol, o bom tempo vai manter-se na próxima semana.

de acordo com as previsões avançadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a próxima semana, 3 a 9 de outubro, será uma semana de calor e, com elevada probabilidade, sem chuva. Os valores de temperatura serão bastante superiores aos valores normais para a época do ano, com anomalias positiva de 3 a 6 nas regiões do interior .

Nestas regiões a temperatura máxima terá valores próximos ou superiores a 30 °C, em especial no Vale do Douro, Vale do Tejo e Alentejo. Na parte ocidental do território, os valores da temperatura estarão entre 25 e 29 °C, enquanto na orla costeira serão da ordem de 20 a 25. °C. As noites nas regiões do interior Norte e Centro, serão relativamente frias, com valores de 12 a 16 °C, e valores da ordem de 15 a 19 °C na região Sul e no Litoral.

stas condições meteorológicas devem-se ao estabelecimento de um vasto centro de altas pressões (anticiclone) na região atlântica a norte dos Açores e até à Europa de Leste, com o território Continental sob a influência de um fluxo do quadrante leste e massa de ar quente e seco.

É provável que esta situação de tempo seco continue para a semana seguinte, resultando num agravamento da situação de seca no território continental adianta o IPMA.

A Partir de amanhã, Beja ,  Évora  e Portalegre registarão temperaturas máximas de  30 graus ou acima de 30 graus.

Fonte: IPMA

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31