O presidente da empresa Infraestruturas de Portugal vai ser ouvido na próxima terça-feira, dia 28, pelos deputados Comissão Parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, para prestar esclarecimentos sobre a atual situação do acesso Norte a Entradas, em Castro Verde, Beja, através do IP2, segundo apurou o “CA” junto de fonte parlamentar.

A audição a António Laranjo na Assembleia da República foi solicitada pelos deputados do PS.

Recorde que tal como a RC já tinha noticiado, o presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, António José Brito, reuniu dia 8 de julho, na Assembleia da República, com o presidente da Comissão de Economia e Infraestruturas, o deputado Pedro Coimbra, onde defendeu a reabertura urgente do acesso norte a Entradas no IP2, no sentido Beja – Castro Verde, e a quem entregou um dossier com o histórico de todo o processo, conforme divulgado nas redes sociais do município.

Após a reunião, o autarca registou com agrado o acolhimento e o compromisso assumido para serem dados novos passos concretos por via da Assembleia da República, para procurar, de uma vez por todas, superar esta situação.

Para o presidente da autarquia, a Câmara de Castro Verde “defende, e sempre defendeu, que o acesso Norte a Entradas, no IP2, seja reposto com urgência”, pondo fim a uma situação “prejudicial para a população e para o território”. “Desde o início deste mandato que procuramos fazer sentir ao Governo como esta situação é muito negativa para Entradas, reunindo, desde logo, com a Infraestruturas de Portugal e a concessionária e, depois, não vendo evolução, com o próprio Secretário de Estado das Infraestruturas”, sublinha.

Para António José Brito, “todo este processo é lamentável” e garante que a autarquia não vai desistir de exigir a reposição da entrada norte (no sentido Beja-Castro Verde) na vila de Entradas. “A Câmara de Castro Verde não desistirá de exigir a reposição desse acesso tão importante porque, tal como está, penaliza o comércio, a estação de combustíveis, os restaurantes, a vila e toda a população”, explica.

O autarca diz mesmo ser “vergonhoso que esta situação não seja resolvida”, considerando que o Governo tem de intervir para ser encontrada uma solução. “É em processos como este que temos de passar das palavras aos atos e mostrar que o discurso de defesa do interior não é uma coisa oca! Custa-me acreditar que o Governo não tenha sensibilidade para resolver esta situação. Se for assim, fica clara a minha desilusão”, conclui António José Brito.

A 'task force' lançou esta sexta feira um apelo a todas as pessoas que recuperaram da covid-19 há pelo menos três meses e que não chegaram a receber a vacina para se vacinarem "com a maior brevidade possível".
A equipa lembra que os utentes devem recorrer à modalidade 'casa aberta', sem restrição de idades ou local de residência, porque os centros de vacinação atualmente existentes "serão, em breve, empenhados na vacinação da gripe".
"Só juntos e com sentido de responsabilidade individual e comunitário será possível vencer este vírus", frisou a 'task force', reconhecendo o atual "ritmo de vacinação mais reduzido", face à vacinação completa de mais de 83% da população residente em Portugal.

Relembre que as segundas doses podem ser administradas num centro de vacinação diferente daquele onde foi dada a primeira inoculação.

Fonte: NM

 

Município de Vila Viçosa apoia Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa com atribuição de um apoio financeiro com vista ao reforço de equipamento da nova ambulância de socorro especializado.

Num momento em que o exemplar labor dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa enfrenta desafios, distintas práticas e redobrados esforços, decorrentes, ainda,da estratégia de uma importante componente de resposta à pandemia provocada pelo novo coronavírus, a Câmara Municipal de Vila Viçosa aposta no reforço da  melhoria das condições de trabalho e de resposta de uma Associação que trabalha na primeira linha da prática de distintas formas assistenciais, conforme nota de imprensa enviada à nossa redação.

O processo vai desenvolver-se através de uma nova adenda ao Protocolo de Colaboração, celebrado entre as duas instituições, com especial incidência na atribuição de um apoio financeiro para aquisição de um ventilador e bomba infusora, com vista ao reforço de equipamento da nova ambulância de socorro especializado.

Estamos, pois, perante uma forte aposta no investimento orientado para a aquisição de um novo equipamento para um transporte de elevado potencial que se coloca, verdadeiramente, ao serviço dos munícipes do concelho de Vila Viçosa, contribuindo, deste modo, para a melhoria da prestação de serviços de socorro, de assistência e de transporte múltiplo à população local.

A Semana Europeia do Desporto decorre todos os anos, entre os dias 23 e 30 de setembro, e é uma iniciativa da Comissão Europeia, destinada a promover o Desporto e a Atividade Física em toda a Europa. Em Portugal, o projeto é coordenado pelo IPDJ, conforme nota de imprensa enviada à nossa redação.

Em 2021, o Município de Grândola associa-se mais uma vez a esta iniciativa, assinalando a mesma com um conjunto de atividades desportivas, nos dias 27, 28 e 29 setembro. 

O dia 27 de setembro é dedicado ao Desporto Inclusivo, com a realização de um torneio de Boccia com os utentes da Cercigrândola e a realização de uma atividade de Surf adaptado, com a participação da Associação Núcleo de Pais em Rede e o apoio da Imagine Surf School.

No dia 28 de setembro com a temática do Desporto Sénior, o dia é dedicado aos seniores, com a realização de uma caminhada de 3km ou 5km, praticando plogging, onde se combina a atividade física com a recolha de lixo durante o trajeto. E em seguida a realização de uma aula de desporto sénior no Jardim 1.º de Maio.

O dia 29 destaca o Desporto no Trabalho, será realizado o evento Desafio 10km, com a participação de alguns trabalhadores do Município de Grândola em representação dos diversos serviços, através do qual se pretende realizar uma ação coletiva, que estimule o convívio entre colegas e a sensibilização para a necessidade de prática regular de atividade física e desportiva.

Por último, no dia 30 de setembro a transmissão online do Fórum Nacional do Desporto para Todos, desenvolvido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude. Para assistir online aceda ao link: https://beactiveportugal.ipdj.pt/

Mais informações em: https://www.cm-grandola.pt/viver/desporto/eventos-desportivos/evento/semana-europeia-do-desporto

O projeto “Ao Encontro de um Amigo” da Santa Casa da Misericórdia de Beja, tem como objetivo combater a solidão ou isolamento dos mais velhos, os idosos.

A Rádio Campanário esteve à conversa com o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Beja, João Paulo Ramôa.

O projeto apoia 25 idosos, contando com o apoio de 2 profissionais de saúde, “que não estão a tempo inteiro”, estando dependentes das necessidades destes idosos.

O serviço de acompanhamento a idosos funciona todos os dias úteis, com uma visita semanal a cada utente, sendo que cada visita tem duração de 1H, podendo a mesma ser ultrapassada se for do interesse de ambas as partes.

O projeto " Ao Encontro de um Amigo" não é original e que já existe pelo país fora.

O provedor refere que o projeto «Ao Encontro de um Amigo» , “começou com voluntários, mas depois entendemos que para sermos mais eficazes só com profissionais da Santa Casa”, refere João Paulo Ramôa.

Adianta ainda que,  numa fase posterior, "pode ser que se avance com voluntários”, sublinhando que "os voluntários tinham uma disponibilidade que não era compatível com as necessidades dos idosos, e por isso a Santa Casa da Misericórdia entendeu que o projeto deveria de começar de uma maneira mais profissional”, ou seja, com assistentes sociais a acompanhar os idosos.

“Por exemplo, uma das pessoas precisa de companhia para tomar café ou ir às compras e não pode ser quando o voluntário tem disponibilidade, o voluntário tem a sua própria vida”, explicou o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Beja.

Existe uma linha aberta que permite que os idosos possam telefonar às assistentes sociais a qualquer hora e quando querem ir ao supermercado, tomar um café ou ver assistentes sociais.

No que toca a questão de haver leis para regular o abandono dos idosos, João Paulo Ramoa responde “temos a sociedade mais idosa do mundo, o problema do idoso e da saúde mental é problema que vem com a longevidade. À medida que a ciência foi evoluindo e foi dando maior longevidade às pessoas, tem trazido, não só na área do Alzheimer como outras, problemas da saúde mental".

Acrescenta ainda que “as pessoas precisam de estar acompanhadas”. Este problema está escondido debaixo do tapete. Isso é um designo da sociedade, não vejo isso como uma obrigação. Isso é uma questão que precisamos de olhar para o lado e de pensar que amanhã pode nos acontecer a nós e que precisamos dessa ajuda.

"Portanto não vejo isso como uma obrigação de decreto de lei. Embora na constituição essa obrigação já existe, como cidadania e obrigação do Estado.  O estado não consegue ajudar estas pessoas, nem haverá dinheiro para isso, ainda por cima com a inversão da pirâmide, essa situação não é possível.

Segundo João Paulo Ramôa, "as pessoas em casa ficam muito mais baratas ao sistema, com o sistema misto de profissionais e de voluntários".

 

 

João Paulo Ramôa refere que se “têm feito muitos amigos ao longo do projeto. As assistentes sociais são jovens, que os idosos acabam por adotá-las como netas.”

Explica que o projeto não funciona por consulta ou marcação, “senão parecia uma coisa técnica”, mas sim como “amigos”, ou seja, as pessoas telefonam e assistentes deslocam-se para ajudar ou apoiar o idoso.

No princípio do projeto, organizam saídas, como idas ao teatro e ao cinema, sendo que neste momento não é possível fazê-lo devido à pandemia.

O provedor adiantou que existe uma linha que permite que o idoso ligue em qualquer hora em situação de emergência.

 

Foi, recentemente, homologado o Protocolo que cria as Condições de Contratação e Funcionamento das Equipas de Intervenção Permanente (EIP), estabelecido entre o Município de Viana do Alentejo, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo (AHBVVA) e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), conforme nota de imprensa enviada à nossa redação.

Assinado no passado dia 3 de agosto, o protocolo visa a criação da segunda Equipa de Intervenção Permanente que tem por missão assegurar, em permanência, serviços de socorro às populações.

A Equipa de Intervenção Permanente é constituída por cinco bombeiros que exercem a sua atividade todos os dias úteis, por um período semanal de 40 horas.

À semelhança do que aconteceu com a primeira EIP, cujo protocolo foi assinado em 2012, ao Município caberá a responsabilidade de assegurar 50% dos custos decorrentes da remuneração dos elementos que integram a equipa, cabendo à ANEPC suportar os restantes 50%.

O presente protocolo é válido por um período de três anos, sendo renovado automaticamente por igual período, caso não seja denunciado por qualquer das partes.

De salientar que o Município de Viana, desde o início da pandemia, reforçou os apoios à corporação de bombeiros local, à Delegação de Alcáçovas da Cruz Vermelha Portuguesa e às IPSS do concelho, para além da implementação de medidas de âmbito social, destinadas às empresas e às famílias.

 

O Tenente Coronel Rogério Copeto, 2º Comandante do Comando Territorial da GNR de Évora, no Alentejo Seguro, na rubrica semanal de segurança da Rádio Campanário.

“As pessoas desaparecidas ” foi o tema para a conversa desta semana (c/som).

Oiça aqui:

A Câmara Municipal de Vila Viçosa, ciente das dificuldades que enfrentam as coletividades e associações do concelho, decidiu celebrar uma Adenda ao Protocolo de Colaboração, celebrado entre o Município de Vila Viçosa e a Associação Moto Clube de Vila Viçosa, que contempla o reforço do apoio financeiro atribuído à mencionada instituição, conforme nota de imprensa enviada à nossa redação.

O novo apoio financeiro atribuído à Associação Moto Clube de Vila Viçosa, que tem desempenhado um importante papel no movimento associativo do concelho, vai permitir reparar a sua esplanada e adquirir novos equipamentos.

Neste contexto, estamos perante uma colaboração passível de promover o apoio ao associativismo local, com visíveis benefícios na melhoria das várias vertentes da organização e da atividade desta Associação, com especial incidência no seu importante trabalho de dinamização desportiva, social e recreativa.

Foi inaugurada ontem, dia 23, na Praça do Sertório, a exposição de fotografia “FICA – Vidas Caninas Interrompidas” em Évora.

A exposição resultou de um trabalho efetuado pela empresa “Story Colectors” – Bruno Cardoso e Fábio Calisto, para a Câmara Municipal de Évora. São cerca de duas dezenas de fotografias de grande formato que retratam alguns cães abandonados que estão alojados no Centro de Recolha Oficial – Canil Gatil Municipal de Évora, conforme divulgado pelo município.

Para além de divulgar a atividade do Centro de Recolha Oficial, a exposição cumpre o objetivo de chamar a atenção para a problemática do abandono dos animais, sensibilizando ao mesmo tempo os munícipes para a adoção responsável.

Na inauguração, em representação da Câmara Municipal de Évora, estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, e o Vereador Alexandre Varela.

A exposição está patente na Praça do Sertório, em Évora, podendo ser visitada até ao dia 24 de outubro.

No próximo dia 02 de outubro (sábado), a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) promete um final de tarde memorável com o evento “Alqueva Sunset”.

Às 18h00 é hora de embarcar no barco que está reservado para a festa na Amieira Marina (7220-999, Portel), no qual haverá sushi, música e, claro, provas de Vinho do Alentejo.  

O “Alqueva Sunset” vai juntar turistas, produtores e enólogos a bordo para apreciar o pôr do sol naquele que é também uma das grandes atrações turísticas do Alentejo, o Alqueva, e dar a provar os vinhos Herdade dos Medeiros, Quinta do Paral, Herdade da Calada, Adega Cooperativa de Redondo, Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba e Alvito e Adega do Montado. 

Já a gastronomia japonesa, com a assinatura do chef Kenzo, será servida ao som do DJ Bruno Silva, que promete animação garantida até as 21h00, momento do regresso da embarcação à Amieira Marina. 

Sendo um evento limitado à capacidade do barco, todos os que pretendam embarcar no maior lago artificial da Europa deverão contactar a CVRA e garantir a inscrição, sendo que aos primeiros 50 inscritos é ainda oferecida a deslocação a partir de Évora (Avenida Doutor Francisco Barahona, junto ao Hotel D. Fernando) até à Amieira Marina.  

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30