05 Dez. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Comentário semanal do eurodeputado Carlos Zorrinho, aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 16 Nov. 2021

Na revista de imprensa de hoje, dia 16 de novembro, contámos com o habitual comentário do eurodeputado do PS, Carlos Zorrinho. No dia de hoje os temas abordados foram: o aumento de casos de covid 19 em Portugal, o aumento salarial na função pública e o facto de Bruxelas estar a apertar o cerco às ajudas á TAP.

Em relação ao primeiro tema, o nosso comentador começou por referir “o número de infeções está a aumentar muito em toda a Europa e em Portugal também” acrescentando, no entanto que, felizmente, “Portugal tem uma taxa de vacinação muito elevada o que significa que o aumento de casos no nosso país tem sido menor que em outros países.”

Ainda assim Carlos Zorrinho refere “os números estão a subir e é importante preparar respostas preventivas, tanto em termos de sistema de Saúde quer em alertas à população em termos de comportamentos. “

“É normal que nos preparemos, estamos no inverno e perto do natal, por isso precisamos de estar mais preparados” adianta ainda o nosso comentador.

No que diz respeito à forma como está a decorrer o processo de vacinação e se entende como necessário o regresso do Almirante Gouveia e Melo para coordenar o processo da 3ª dose da vacinação, Carlos Zorrinho referiu “ nós pensarmos em sebastianismos não resolve nada” considerando ser preciso sim “ uma vontade de todas as pessoas que estão elegíveis para tomar a terceira dose da vacina” sublinhando ainda que, “brevemente vão surgir no mercado  medicamentos já aprovados pela Agência europeia do medicamente e que vão ajudar em todo este processo.”

Para Carlos Zorrinho há que ter “resiliência” tendo a convicção de que “esta quinta vaga será menos grave que as anteriores.”

No que diz respeito ao segundo tema, ao aumento salarial de 0,9% previsto para 2022, o nosso comentador referiu “o governo não pode fazer outra coisa que ceder um aumento daquilo que repõe a taxa de inflação” ainda que considere “legítima a expetativa superior por parte dos trabalhadores da função pública.”

Carlos Zorrinho acredita ainda que esta expetativa superior poderia ter sido conseguida “caso o orçamento tivesse sido aprovado.”

Quanto ao último tema, o facto de Bruxelas estar a apertar o cerco ás ajudas prestadas á TAP, Carlos Zorrinho referiu “este é um processo muito complexo” acrescentando “Bruxelas tem uma visão sobre o papel da TAP em termos do mercado da aviação e Portugal tem uma visão diferente.”

“De acordo com os princípios gerais da concorrência temos que defender a nossa visão sobre o que queremos que a TAP seja e este não é um processo simples pois é um processo que envolve milhares de milhões de euro” referiu ainda o Eurodeputado que conclui dizendo “ é preciso chegar a um compromisso que viabiliza uma TAP competitiva e uma TAP ao serviço da economia portuguesa, do turismo português e dos portugueses.”

 

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31