12 maio 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Revista de Imprensa

CARLOS ZORRINHO

Comentário Semanal do eurodeputado Carlos Zorrinho aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 27 Abr. 2021

Na Revista de Imprensa desta terça-feira, 27 de abril, contámos com o comentário do eurodeputado e representante do PS, Carlos Zorrinho diretamente de Bruxelas. Foram vários os temas abordados como: Marcelo fala hoje sobre a possibilidade do fim deste mesmo estado; a imunidade de grupo poder ser alcançada em julho; discurso de Presidente da República no 25 de abril, entre outros.

Carlos Zorrinho declara que é uma excelente notícia, "Portugal e os portugueses têm conseguido através dos seus comportamentos, ir melhorando a situação de pandemia no nosso país". O caminho que tem vindo a ser feito poderá dispensar estas medidas excecionais, refere. "Que desconfinemos com um sentido de emergência em cada um de nós, para que não volte a haver uma nova vaga, e possamos retomar a normalidade assim que possível". 

Sobre a imunidade de grupo poder ser atingida já em julho, o nosso comentador declara que "temos de fazer tudo para que seja o mais rápido possível". Não só para a saúde pública, mas também para "a saúde económica, saúde social, para se poder dinamizar a atividade turística". 

No que toca ao discurso do Presidente da República nos 47º aniversário do 25 de abril, Carlos Zorrinho menciona que "foi um discurso de enorme qualidade, de um homem com uma cultura enorme e grande sensibilidade". Teve a capacidade de fazer o que é necessário num discurso de 25 de abril, que é "unir". "Unir o melhor que existe em Portugal, unir os portugueses, unir a esperança, não aproveitar para rasgar nem separar". 

Relativamente aos novos apoios para os centros de saúde por parte do Governo, que ao que parece faltam regulamentos, o eurodeputado refere que "é extremamente preocupante que nos últimos anos têm sido abertos muitos concursos para admissão de médicos no interior do país. "As unidades de saúde fazem uma pressão para que os seus quadros sejam aumentados e depois ao todo, pouco mais de 500 médicos concorreram ao interior", declara. 

Carlos Zorrinho teme que o sistema de incentivos seja muito burocrático, isto é, com muitos regulamentos e é preciso que as coisas sejam rápidas, pois é agora que temos de recuperar rapidamente as consultas que ficaram "para trás" devido à covid-19. 

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Maio 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31