06 Out. 2022
Nuno Rocha
Ponto de Contacto
11:00-13:00

Alentejo

Comentário semanal do Eurodeputado José Gusmão aos microfones da Rádio Campanário(c/som)

Revista de Imprensa Escrito por  09 Set. 2022

 

Na Revista de Imprensa desta sexta-feira, dia 09 de setembro, contámos com o comentário do Eurodeputado José Gusmão do Bloco de Esquerda.
Os temas abordados no dia de hoje foram: o pacote de medidas de apoio às famílias portuguesas para combater a subida da inflação, o reforço d einvestimento no Porto de Sines  e a morte da Rainha Isabel II e o que poderá mudar a partir de agora.

O eurodeputado começou por nos referir “o problema da inflação já se sentem há muitos meses e este pacote de medidas de apoio já devia ter chegado muito antes e na realidade surge mais pelas exigências que têm sido feitas, nomeadamente por partidos à esquerda e que já constavam do próprio debate sobre o orçamento.”
José Gusmão refere ainda “a inflação não tem que ser nenhuma fatalidade” justificando “que ela até é importante para as economias.” Acrescenta contudo que o que é preciso é que “os salários e as pensões das pessoas não sejam desvalorizados pela inflação.”
O Eurodeputado do BE considera que “este pacote de medidas agora aprovadas é insuficiente porque não responde nem perto disso à necessidade imperativa de que os salários e as pensões evoluam pelo menos ao mesmo nível da inflação porque não o fazendo é diminuir os salários e as pensões.”
O nosso comentador adiantou ainda, no que diz respeito ao que foi aprovado pelo Governo no que concerne às pensões, “o que se está a passar é de uma enorme gravidade precisamente porque o que conta para as pessoas é o valor real da pensão”.
Segundo José Gusmão, “existe na lei uma fórmula de atualização das pensões que visa assegurar que quando a inflação aumenta, as pensões acompanham esse nível de inflação.”
“O que é anunciado com estas medidas é que em 2023 a lei das atualizações das pensões vai ser suspensa, as pensões vão aumentar abaixo da inflação e isso é um corte nas pensões e é definitivo; e esta é uma medida que nós nunca tivemos em Portugal, nem no tempo de Passos Coelho” acrescentou ainda o Eurodeputado.

No que diz respeito ao reforço de investimento no Porto de Sines, agora aprovado pelo Governo, para reforço de receção e expedição de gás natural para a Europa, José Gusmão considera que se trata de “um investimento importante” adiantando “achamos que não deve ser para fazer de Portugal , sobretudo, um ponto de passagem de gás porque Portugal tem capacidade para produzir outros produtos energéticos até com um valor mais acrescentando.”
Por último, relativamente à morte da Rainha Isabel II e ao que pode mudar depois de 70 anos desta mulher no poder, José Gusmão refere “Isabel II foi uma personalidade importante na vida política Britânica com uma intervenção prolongada no tempo.”
“Não acredito que a Sociedade Britânica abra um debate sobre a passagem do reino Unido para uma República” concluiu.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Outubro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31