02 Out. 2022
Augusta Serrano
O poder da palavra
10:30-12:00

Comentário semanal do Eurodeputado José Gusmão aos microfones da Rádio Campanário(c/som)

Revista de Imprensa Escrito por  23 Set. 2022

 

Na Revista de Imprensa desta sexta-feira, dia 23 de setembro, contámos com o comentário do Eurodeputado José Gusmão do Bloco de Esquerda.
Os temas abordados no dia de hoje foram: Conselho de Finanças Publicas considera que há uma folga orçamental para uma descida de IRC para 13 ou 14% durante um ano, mau estar no PSD por apoio ao candidato do Chega a Vice-Presidente da AR e suicídios aumentam e estão valor máximo dos últimos quatro anos.

Relativamente ao primeiro tema o Eurodeputado do Bloco de Esquerda começou por referir “o conselho de finanças públicas é um órgão técnico que não tem que estar a propor medidas ou a propor o que quer que seja” acrescentando “este é um problema estes organismos, começam com atribuições técnicas de análise de documentos e rapidamente os seus responsáveis acham que tem o direito de começar a emitir opiniões políticas.”

Para José Gusmão “é um absoluto descaramento do governo que cortou salários e pensões durante o ano de 2022 usando argumentos da sustentabilidade orçamental e disse, em sede do anúncio do pacote de medidas de apoio às famílias disse que não podia ir mais longe, e de repente descobrimos que há uma folga orçamental que vai ser utilizada, não para apoiar as famílias, mas para apoiar as grandes empresas.”

Para o Eurodeputado “em Portugal, não só não vamos ter a tributação de lucros extraordinários como ainda vamos ter uma borla em termos de IRC paga pela folga orçamental que supostamente não existia.”

No que diz respeito ao segundo tema, José Gusmão começa por referir “Sá Carneiro há-de dar voltas na tumba com o que aconteceu ao PSD e o estado a que o PSD chegou , em que se coloca atrás de um racista e de uma partido com ideologia de extrema direita, simplesmente porque tem a perspetiva de chegar ao poder e vai precisar do Chega para lá chegar.”

Trata-se de um branqueamento assumido de um partido que vai buscar as suas ideias ao caixote do lixo da história e que pelos vistos está a contaminar toda a direita democrática em Portugal” salientou ainda o comentador José Gusmão.

Por último e no que diz respeito à taxa de suicídios que aumentou, estando no valor mais alto dos últimos quatro anos, José Gusmão considera que “o período da pandemia foi de enorme pressão do ponto de vista da saúde mental e com muitas restrições, acrescentando o aumento do custo de vida e a perda de poder de compra, tudo tem contribuido para isto e é de fato uma situação preocupante.”

Para o eurodeputado “é necessário investimento público na saúde para enfrentar esta questão.”


 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Outubro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31