27 Jun. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Comentário semanal do Eurodeputado Nuno Melo aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 02 Jun. 2022

 

Na Revista de Imprensa desta quinta-feira, dia 02 de junho, contámos com o comentário do Eurodeputado Nuno Melo, do CDS-PP. Foram abordados os temas: a saída do Município do Porto da ANMP e ainda a baixa execução do PRR

O nosso comentador começou por referir “há todas as razões e mais algumas para que o Município do Porto tenha tomado esta decisão.” A este propósito refere “eu sou daquelas pessoas que defende o municipalismo e a descentralização, “contudo acrescenta “o que está a ser feito não é nenhuma descentralização, mas sim a sua antítese e o que está a acontecer é vergonhoso.”

Para o Eurodeputado Nuno Melo “o Estado, que não quer gastar dinheiro, transferiu para a maior parte dos municípios competências em diferentes, não transferiu dinheiro, mas transferiu despesas.”

Os Municípios, na sua opinião, “que vivem com contas muito contidas são de repente chamados a realizar tarefas que custam milhões e sem que tenham qualquer autonomia.”

Nuno Melo questiona ainda “o que é que o estado extinguiu dos serviços centrais com esta transferência de competências para os Municípios pois se existiam pessoas a desempenhar essas funções e agora elas deixam de estar na dependência do estado, o que farão agora essas pessoas?”

Relativamente ao segundo tema, o Eurodeputado Nuno Melo começa por referir “isto é uma coisa muito socialista pois já em plena pandemia de covid foi preciso chamar os militares”

“No que diz respeito ao PRR, não só não é executado, como, pior que isso, não adapta pois ele foi desenhado para um tempo anterior à guerra da Ucrânia e o plano do governo não foi adaptado a estes novos tempos, o que é uma oportunidade perdida para um País que viu entrar dinheiro como há muito não via.” acrescenta ainda o Eurodeputado.

Para Nuno Melo “O PS quando governa vive com sorte, sempre com ciclos de entradas de dinheiro e depois ciclos de banca rota remetendo para os outros a obrigação de pagar e resolver problemas e é o que vai acontecer mais cedo é mais tarde.”

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Junho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30