08 Mar. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Revista de Imprensa

Comentário semanal do vice-presidente do PSD Salvador Malheiro aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 08 Fev. 2021

Segunda feira é dia do habitual comentário de Salvador Malheiro na Revista de Imprensa da Rádio Campanário. Reabertura das escolas e as assimetrias no sistema educativo; pagamento de imóveis em dinheiro vivo e corrupção; acordo entre PS e PSD para alteração das leis laborais foram alguns dos temas abordados.

O ministro da educação afirmou hoje que as escolas foram últimas a fechar e terão de ser as primeiras a abrir. “É uma questão muito delicada”, considera Salvador Malheiro, pois temos de saber assimilar e aprender com os erros do passado. Por isso, “o desconfinamento tem de ser feito com muita racionalidade e precaução. “Eu teria muita cautela em afirmar que as escolas têm de ser as primeiras a abrir, ainda por cima vindo de um ministro que no passado afirmou que as escolas estariam munidas de equipamentos informáticos para o ensino à distância e falhou”, diz o dirigente do PSD para quem é preciso ir monitorizando e avaliando a situação.

Sobre as assimetrias que se podem estar a verificar com o modelo de ensino à distância, considera Salvador Malheiro que é preciso “um Estado forte que proporcione as mesmas oportunidades a todos”. Algo que “falhou nos últimos meses apesar do tempo mais do que suficiente que tiveram para isso e não conseguiram concretizar, mesmo com todo o apoio dado pelas autarquias através da disponibilização de computadores”, acrescentou.

Hoje também é notícia o pagamento de imóveis em dinheiro vivo. O dirigente do PSD diz que é mais um sinal de que “o país tem a necessidade extrema de ter um grande plano de combate à corrupção, enquadrado numa grande reforma da nossa justiça”.

Outro tema em destaque na Revista de imprensa desta segunda feira foi o possível acordo entre PS e PSD para alteração das leis eleitorais, sugerido por Marcelo Rebelo de Sousa no discurso de vitória na noite eleitoral. Salvador Maleiro diz que “as leis laborais são uma questão sensível e que o PSD é um partido responsável que coloca sempre o país em primeiro lugar”, contudo, ainda tem “alguma dificuldade em perceber como é que o Partido Socialista estando amarrado à extrema esquerda tem liberdade de ação para preparar leis laborais que projetem o país e dinamizem a economia, sem descurar o interesse dos trabalhadores”.

Finalmente uma referência para o plano de vacinação, no qual é preciso “colocar o foco”, pois se o mesmo falhar e “chegarmos ao verão longe da tão desejada imunidade de grupo, colocaremos em causa toda a economia relacionada com a atividade turística do país”.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Março 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31