×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Alentejo

Comentário semanal do vice-presidente do PSD Salvador Malheiro aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 14 Jun. 2021

Na Revista de Imprensa de hoje, 15 de junho, contámos com o nosso comentador semanal Salvador Malheiro, vice-presidente do PSD.

O primeiro tema abordado pelo nosso comentador foi a polémica relacionada com a Câmara Municipal de Lisboa, tendo a mesma facultado dados pessoais de três ativistas, participantes numa manifestação, à embaixada russa em Portugal. Sobre esta matéria, o nosso comentador começou por dizer que “apesar de compreender que a Câmara de Lisboa tem uma estrutura pesada, com muitos serviços e funcionários, e que o presidente da câmara possa não ter conhecimento de todos os processos, “no entanto, Salvador Malheiro acrescenta, “mas isso não retira a gravidade da situação.”

Segundo o nosso comentador “o fato de se ter comunicado estes dados à embaixada da Rússia, em primeira instância viola uma lei, e, portanto, estamos perante algo que tem que ser averiguado pela justiça pois houve um crime “acrescentando ainda “nada obriga a que se tenha de comunicar às autoridades mais do que a realização de uma manifestação.”

“A Câmara de Lisboa foi longe de mais, fez algo a que não estava obrigada e isso acontece a partir de 2011, com António Costa à frente da Câmara de Lisboa, ” esclarece o nosso comentador que refere ainda “a instituição deste procedimento ocorre em 2011, altura em que foram extintos os governos civis.”

Neste caso, para Salvador Malheiro “tem que haver responsabilidade política” sublinhando “que perante uma situação desta gravidade as pessoas não podem estar caladas” referindo ainda que também está em causa a violação de direitos democráticos atingidos a partir de 1974.”

“Tem que haver uma clarificação de todo este processo pois ele é demasiado grave”, conclui.

O segundo tema abordado nesta revista de imprensa prende-se com o facto do Partido Iniciativa Liberal ter organizado uma manifestação com sardinhas, o que gerou muita contestação pois ao arraiais populares foram proibidos dado o contexto pandémico, em especial na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Sobre este assunto, o nosso comentador referiu “ mostro a minha oposição veemente a esta atitude do Iniciativa Liberal, desde logo pela falta de coerência pois este partido foi dos que mais criticou a realização da festa do avante; e depois porque aludindo a algo que é permitido na lei, tentou contornar aquela que é uma realidade atual.”

“É um enorme tiro no pé que a Iniciativa Liberal deu porque organizaram este arraial mas milhares de pessoas ficaram privadas de poderem ter este convívio que faz parte da nossa tradição” referiu Salvador Malheiro não deixando de acrescentar “ usando a arma de ser um partido político contornou as regras que estavam implementadas, por isso acho que a Iniciativa Liberal esteve muito mal.”

O Vice-Presidente do PSD abordou ainda o aumento de casos confirmados de covid 19 que se tem verificado sublinhando “Apesar de a vacinação estar a correr bem, nós podemos ter o risco de tudo descambar e podermos morrer na praia.”

“Atitudes como esta da Iniciativa Liberal não ajudam nada a este desafio nacional que Portugal ainda tem de tentar vencer a pandemia” refere Salvador Malheiro apelando “à responsabilidade das pessoas, das organizações e das instituições que têm uma responsabilidade acrescida.”

 

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Julho 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31