Alentejo

“Censos Sénior 2021”: "Os idosos são prioridade! Cuidamos de quem sempre cuidou de nós" diz Major Mafalda Almeida da GNR(c/som)

Entrevistas 30 Set. 2021

Durante o mês de outubro, em todo o território nacional, a Guarda Nacional Republicana (GNR), no âmbito do Policiamento Comunitário, realiza mais uma edição da Operação “Censos Sénior”, que visa garantir um conjunto de ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa. Os militares da GNR irão realizar um conjunto de ações, junto das pessoas idosas, privilegiando as que estão em situação vulnerável, e/ou que vivem sozinhas e/ou isoladas. O objetivo visa reforçar os  comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de os idosos se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto, bem como na identificação dos cuidadores informais e sua sensibilização.

A Rádio Campanário falou com a Major Mafalda Almeida sobre esta operação e o que está previsto para o distrito de Évora. A Major Mafalda Almeida começou por nos referir " esta operação decorre desde 2011, no âmbito do  programa “Apoio 65 – Idosos em Segurança” acrescentando que "nestas operações a GNR faz um conjunto de ações de patrulhamento, essencialmente de sensibilização, à população mais idosa."

De acordo com a Major Mafalda Almeida, ao mesmo tempo que são realizadas estas ações, a GNR efetua "a atualização da sinalização geográfica dos idosos que se encontram em situação vulnerável e também aqueles que se encontram mais isolados, ou que vivem sozinhos."

Na edição de 2020 da operação “Censos Sénior”, a Guarda sinalizou em Portugal 42.439 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, em razão da sua condição física, psicológica ou outra que possa colocar a sua segurança em causa. No ano passado, foram identificados nestas circunstãncias, no distrito de Évora 2654 idosos, no distrito de Beja 3403 e no distrito de Portalegre 3104 idosos.

Questionada se a pandemia de covid 19 aumentou a necessidade de apoio a esta faixa etária, a Major referiu-nos "esta faixa etária será sempre uma prioridade para a guarda e isto tem diferenças geográficas a nível nacional, pois em zonas como o interior, e com maior número de população mais idosa, leva a que o acompanhamento tenha que ser maior" sublinhando ainda " a pandemia trouxe um afastamento das pessoas mais próximas e dos familiares a guarda acabou por ser um complemento a este acompanhamento."

No âmbito desta operação Censos Sénior 2021, para o distrito de Évora, estão previstas, conforme nos indicou " na sequência dos 2654 idosos sinalizados em 2020, vamos continuar a atualizar esta sinalização , vamos dar os conselhos habituais-situações de risco, de violência, furtos, burlas, este ano juntámos também a sensibilização dos cuidadores informais no sentido de alertar para aquilo que são os concelhos que eles devem adotar em termos dos direitos e deveres."

A Major Mafalda Almeida garante "todas as situações que nós detetarmos de eventual risco, nomeadamente em situações de condição física, psicológica,  ou até de segurança, reencaminharemos para as entidades competentes para ser arranjada uma solução."

"Este trabalho é o revorço daquilo que é o compromisso da Guarda como uma força próxima, humana e de confiança" destacando que o lema da campanha não é por acaso pois, segundo nos explicou "apelamos a todas as pessoas e a todas as entidades que nos ajudem a cuidade de quem sempre cuidou de nós porque esta população carece de um acompanhamento e de uma priorização de todos nós " destacou a Major Mafalda Almeida da Guarda Nacional Repúblicana.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31