27 Out. 2021
Nuno Rocha
Madrugar
07:30-09:00

Evora

“Évora sem praxes, destaca-se pela integração de estudantes sem práticas humilhantes” diz Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (c/som e fotos)

Entrevistas 06 Out. 2021

A Universidade de Évora realizou esta manhã, no Claustro do Colégio do Espírito Santo, a sessão de receção aos novos estudantes para o ano letivo 2021/2022.

Esta recepção aos alunos contou com a presença de Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, do Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, e do Presidente da Associação de Estudantes da UÉ, Henrique Gil.

A Rádio Campanário esteve presente e nesta recepção aos alunos neste novo ano letivo, onde o Ministro Manuel Heitor começou por dizer, a propósito das praxes académicas,  ”espero que não haja praxes” justificando “este é um novo ano muito especial após dois anos de uma crise pandémica que afetou os lugares de aprendizagem e por isso esta retoma presencial, que se espera ser uma retoma nova, sem humilhações e por isso que seja feita no respeito pelo próximo e garantindo sempre um espaço de liberdade e de tolerância.”

Manuel Heitor sublinhou “foi isso que aprendemos durante a pandemia” deixando um apelo “que seja uma retoma amigável, em liberdade, mas também em tolerância e respeito pelo próximo e estou certo que é isso que vai acontecer aqui em Évora onde tenho verificado os maiores movimentos de integração dos estudantes sem necessidade de recorrer a práticas humilhantes.”   

O governante adianta ainda “nos últimos anos temos tentado garantir esse movimento e estou certo que este ano também iremos conseguir.”

Relativamente ao aumento do número de alunos do ensino superior em regiões como o interior Manuel Heitor referiu “vivemos um momento inédito, nos últimos dois anos nunca tínhamos tido tantos estudantes a aceder ao ensino superior e atingimos novas metas” acrescentando “espera-se que este ano sejam colocados no ensino superior cerca de 100 mil estudantes.”

“Évora é um caso típico da importância do ensino superior pois a Universidade de Évora é motor de desenvolvimento social e económico da região” acrescentou ainda o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O programa da deslocação do Ministro a Évora, contemplou ainda um momento de conversa informal com antigos alunos da Universidade de Évora e a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Várias outras sessões de acolhimento estão igualmente marcadas, pelas várias escolas, nomeadamente a Escola de Artes, que ocorreu esta tarde, dia 12 de outubro às 9h30 na Escola de Ciências e Tecnologia e dia 13 de outubro às 14h30, a Escola de Ciências Sociais.
Recorde-se que mais de mil e duzentos novos estudantes ficaram colocados na Universidade de Évora na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) 2021/2022, o que significa que 92% das vagas foram preenchidas. Nos dois últimos anos, o número de estudantes colocados na 1ª fase na Universidade de Évora teve um acréscimo de 255, correspondendo a um crescimento acumulado de 26.4% relativamente a 2019/2020. 

 


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31