Monsaraz

Militares da GNR de Évora responsáveis pela segurança da Conferência Mundial de Enoturismo, em Monsaraz(C/som)

Entrevistas 08 Set. 2021

A 5.ª Conferência Mundial de Enoturismo vai decorrer de 8 a 10 de setembro em Monsaraz. O evento tem como tema o “Enoturismo - um motor para o desenvolvimento rural” e vai ser organizado pela Organização Mundial do Turismo, Turismo de Portugal e Município de Reguengos de Monsaraz.

A Conferência Mundial de Enoturismo tem inscritos mais de 150 participantes presenciais e várias centenas online de cerca de 70 países e vai centrar-se no caminho para fazer do enoturismo um meio eficaz de desenvolvimento rural, mas também vai analisar a política, inovação, gestão de destinos, sustentabilidade e a saída da crise COVID-19 com exemplos práticos e inspiradores. 

O Comando Territorial da GNR de Évora é a entidade responsável pela segurança do evento. A Rádio Campanário falou com o Tenente Coronel Rogério Copeto da GNR para saber os requisitos que uma operação desta envergadura engloba.

Rogério Copeto começou por nos referir que “não é muito normal grandes eventos realizarem-se no interior do país, mas o Comando Territorial de Évora já tem larga experiência na segurança deste tipo de eventos”, acrescentando “o facto de estarem presentes governantes portugueses e estrangeiros obriga a montar um dispositivo de segurança adequado ao grau de ameaça, nomeadamente ao local do evento e aos locais de alojamento onde ficam instaladas estas entidades.”

Segundo nos referiu o Tenente Coronel “o Comando Territorial da GNR de Évora tem como missão durante estes dias garantir a segurança de todas as instalações e entidades do evento assegurando a manutenção e o estabelecimento da ordem pública, a integridade física das pessoas, a segurança de meios e instalações , a fiscalização e a regularização da segurança rodoviária e a abertura de itinerários , para que este evento decorra num ambiente de concórdia e bem estar.”

Para dar cumprimento a esta missão o Comando Territorial acionou várias valências, nomeadamente a valência territorial com o destacamento territorial de Reguengos de Monsaraz, a valência de trânsito através do destacamento de Évora, as patrulhas ciclo, a cavalo, a valência de inativação de explosivos, os binómios, cinotécnicos, todas estas valências que vão estar empenhadas na segurança deste grande evento.”

De acordo com o Tenente Coronel Rogério Copeto esta operação irá envolver cerca de uma centena de militares.

 

Tratando-se de um evento à escala mundial e considerando as entidades envolvidas, “há avaliação de risco e grau de ameaça e que, pela sua existência, obrigam a um conjunto de medidas específicas, nomeadamente a que diariamente exista uma busca preventiva por engenhos explosivos.”

O Comando Territorial de Évora da GNR está responsável pela coordenação da operação, através do seu máximo representante, Coronel Joaquim António Vivas.

“O que se pretende no final é que a missão tenha sido bem cumprida “acrescentando “se conseguirmos que toda a gente que nos vem agora visitar por motivo deste evento, as mais altas entidades nacionais e estrangeiras, e que possam trabalhar com tranquilidade e que a questão da segurança nem lhes passe pela memória, é essa a nossa intenção “acrescentou ainda o Tenente Coronel Rogério Copeto desejando ainda que o “distrito de Évora seja escolhido para outros eventos desta natureza e desta envergadura.”

 

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30