×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Evora

“O Alentejo tem potencial para fazer propostas competitiva e empresas que já deram provas” diz Secretária de Estado da Valorização do Interior(c/som e fotos)

Entrevistas 19 Jul. 2021

A Componente C5 do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) - Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial foi hoje apresentada, no Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, em Évora, e contou com a participação do Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira.

Trata-se da terceira sessão de um ciclo de encontros organizados pelo IAPMEI, em vários pontos do país, no sentido de divulgar as Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial que, no âmbito do PRR, visam consolidar e expandir redes colaborativas entre o sistema científico e tecnológico e o tecido empresarial para aumentar a competitividade e resiliência da economia portuguesa, assente em I&D, inovação e diversificação e especialização da estrutura produtiva.

O aviso N.º 01/C05-i01/2021 já está publicado assim como a disponibilização dos formulários, o Convite à Manifestação de Interesse para Desenvolvimento de Projetos no âmbito das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, previstas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Este concurso de ideias visa identificar as reais oportunidades de investimento e capacidades de execução para o desenvolvimento de projetos que permitam transformar o perfil de especialização da economia portuguesa, incentivando atividades de maior valor, quer económico quer em conhecimento, orientadas para os mercados internacionais e para a criação de empregos qualificados.

As Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, que incluem as chamadas Agendas Verdes, visam consolidar e expandir sinergias entre o tecido empresarial e o sistema científico e tecnológico em Portugal, contribuindo para o incremento da competitividade e resiliência da economia portuguesa, com base em I&D, na inovação e na diversificação e especialização da estrutura produtiva. Até 2030, estas Agendas deverão contribuir de forma efetiva para o aumento das exportações de bens e serviços, para o incremento do investimento em I&D e para a redução das emissões de CO2.

As propostas a apresentar deverão ser desenvolvidas por Consórcios, que poderão incluir empresas, associações empresariais, entidades do Sistema de Investigação e Inovação, entidades da esfera municipal, instituições académicas, entre outras.

A dotação afeta ao presente concurso é de 930 milhões de euros, dos quais 558 milhões de euros para as Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial e 372 milhões de euros para as Agendas Verdes. 

Uma vez concluído o processo de seleção de ideias, os Consórcios qualificados serão convidados a apresentar propostas finais.

A admissão, análise e seleção das propostas é assegurada pela Comissão de Coordenação das Agendas.

A Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, em declarações à Rádio Campanário, no final da sessão, referiu “todos os instrumentos são importantes para estimular o investimento empresarial” acrescentando que “no âmbito do Portugal 2020 está aberto um aviso de inovação produtiva.”

De acordo com Isabel Ferreira, no âmbito do PRR há vários mecanismos e foram hoje apresentadas as Agendas Mobilizadoras que “estimulam consórcios entre empresas e centros de conhecimento.”

A Secretária de Estado  da Valorização do Interior evidenciou ainda que “o Alentejo tal como as outras regiões tem todo o potencial para fazer propostas competitivas para estes concursos, uma vez que estamos numa região que tem universidades, tem politécnicos, tem vários centros de investigação e tem tecido empresarial que já deu mais que provas, em vários setores de que podem fazer consórcios competitivos.”

A escolha de cidades do interior para apresentação destas agendas mobilizadoras, sublinhou ainda Isabel Ferreira, significa que “estes instrumentos  são muito importantes para a valorização dos territórios.”

Ana Rocha/Ana Veigas

 

 

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31