×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

"O local não é o melhor para o espetáculo mas vamos teimosamente desconfinando" afirma António Reto (C/ som e fotos)

Entrevistas 18 Jul. 2021

As Filarmónicas União Montoitente e Sociedade Filarmónica Municipal de Redondo, os Trovadores de Redondo, o Grupo Coral dos Trabalhadores de Montoito e as Cantadeiras de Redondo atuaram ontem no Coliseu da vila alentejana.

Um espetáculo que integra a agenda de julho, um regresso a uma possível normalidade, assim a situação pandémica o permita.

É a atividade cultural a voltar aos poucos, como afirma o Presidente da Câmara António Reto, num espaço - Coliseu de Redondo - que não apresenta as melhores condições acústicas para este tipo de espetáculos, nem permite acolher muito público, apenas 500 pessoas, no entanto, vamos teimosamente desconfinando, avança o autarca.

Seria bom que estes espetáculos e o próximo - com os Anjos, no sábado 24 de julho - se realizassem ao ar livre, no entanto as autoridades de saúde não o permitiram e é assim que podemos fazer face à situação pandémica, teemos todos que ser responsáveis, organizadores e participantes nas atividades culturais, para que a situação seja cada vez mais favorável e possámos voltar à normalidade, diz António Reto.

António Reto, o Presidente da Câmara Municipal de Redondo.

O Coliseu de Redondo acolheu ontem um espetáculo com 5 formações artisiticas do concelho - Filarmónicas União Montoitente e Sociedade Filarmónica Municipal de Redondo, os Trovadores de Redondo, o Grupo Coral dos Trabalhadores de Montoito e as Cantadeiras de Redondo - um espetáculo que idealmente seria ao ar livre mas por motivosda pandemia e exigência da DGS acontece no Coliseu.

No próximo sábado atuam os "Anjos".

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31