28 Out. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Arraiolos

Parques solares: “Podemos produzir eletricidade mais barata. Quanto mais produzirmos, mais barata fica para todos” diz Ministro do ambiente e Ação Climática (c/som e fotos)

Entrevistas 17 maio 2021

A empresa Solari, empresa Espanhola, inaugurou hoje quatro centrais fotovoltaicas de 63 MW em Portal, três delas localizadas no Alentejo, especificamente em Arraiolos(Mendo Marco-23,3 Megawhatts), Elvas (Monte -Falcato-14,1 Megawhatts) e Alandroal(Herdade dos Canhões-13,7 Megawhatts). A quarta central situa-se em Alenquer.

O evento, realizado em Arraiolos, contou com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes e do Secretário de Estado adjunto e da Energia, João Galamba.

Os projetos da Solaria em Portugal fazem parte da estratégia de expansão internacional da companhia, que tem como objetivo chegar a 2025 com 6,2 Gigawhats.

Arturo Diaz-Tejeiro, CEO da Empresa espanhola Solaria, afirmou “estamos encantados com a inauguração hoje das centrais localizadas na região do Alentejo “ acrescentando ainda “o desenvolvimento destes parques solares em Portugal é um marco importante para a empresa, uma vez que nos permite dar mais um passo em frente na nossa determinação de cumprir os objetivos que nos propusemos em termos de internacionalização e desenvolvimento neste país.”

A Rádio Campanário esteve presente e falou com o Ministro do Ambiente que, na sua intervenção, enalteceu o facto de “existirem estes investimentos que, sem poluírem a paisagem, são de interesse nacional, no que diz respeito à produção de eletricidade.”

Matos Fernandes desejou sorte à empresa responsável pelo investimento e agradeceu “obrigado por acreditarem em Portugal para investirem.”

O Ministro do Ambiente referiu ainda “este tipo de projetos devem estruturar-se cumprindo as regras do mercado.”

O Governante acrescentou ainda “Portugal tem condições de produzir eletricidade muito mais barata por isso, quanto mais produzirmos, mais barata fica a eletricidade para todos.”

Os projetos hoje inaugurados, colocam a Empresa Solaria como a primeira a inaugurar os parques do leilão fotovoltaico que Portugal realizou em 2019.

Tal como a Rádio Campanário noticiou, o terceiro leilão de energia solar em Portugal será lançado em setembro, para 500 megawatts de produção através da instalação de painéis fotovoltaicos nos espelhos de água de 10 a 12 barragens, 3 delas no Alentejo

O ministro do Ambiente, em entrevista à Antena 1 e ao Jornal de Negócios, indica que estão já identificadas 7 albufeiras, três delas no Alentejo.

A este propósito, o Ministro Matos Fernandes referiu “tudo começa com Portugal a ser o 1º País do Mundo que iria ser neutro em carbono em 2050” acrescentando que “para isso, um dos setores que tem que ter emissões a zero em 2050, é o setor da produção de eletricidade3.”

O governante sublinhou ainda que “no início desta caminhada, a produção de solar tem uma quota muito pequena, havendo a necessidade de multiplicar os 700 megawhatts de 2016, para 7000 megawhatts.

Monte da Rocha, Santa Clara e Alqueva, no Alentejo, são algumas das albufeiras alentejanas identificadas pelo Ministro Matos Fernandes como passíveis de receber painéis solares para a produção de eletricidade. 

O Ministro termina referindo “o solar tem um custo de produção mais baixo e um preço de venda seguro para quem constrói, mas muito inferior ao preço de mercado, sendo um benefício para todos os consumidores.”

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31