07 Dez. 2021
Augusta Serrano
Notícias
17:00-19:30

Reguengos de Monsaraz

Reguengos: "Temos que trabalhar naquilo que somos diferentes" diz o Presidente José Calixto acerca do desenvolvimento do concelho em 2020 (C/Som)

Entrevistas 25 Dez. 2020

A Rádio Campanário esteve na primeira grande entrevista com o Presidente José Calixto após o surto de Covid-19 num lar de Reguengos de Monsaraz.

À margem dos eventos que a pandemia do vírus SARS-CoV-2 trouxe para o Alentejo, a RC questionou o Presidente José Calixto acerca dos desenvolvimentos conseguidos pelo município e o seu balanço em 2020.

O edil recorda em primeiro lugar que “o concelho de Reguengos foi um dos primeiros a definir um fundo comunitário de emergência e um plano de apoio e recuperação social e económico.” Foi com base na situação pandémica vivida no concelho de Reguengos que a autarquia aprovou medidas estruturadas de apoio à população e à economia, tendo estas sido recentemente reforçadas de 400 para 500 mil euros.

“Esses recursos suportaram a redução de receitas, mas também o aumento de despesas que tivemos especificamente com a pandemia”, recorda o autarca.

À parte da pandemia, o Presidente adianta que tentou “continuar com nosso plano estratégico de requalificação urbana, com as obras de recuperação patrimonial em Monsaraz, e uma série de intervenções que tínhamos planeadas. Com um ritmo diferente de execução, como é obvio.”

José Calixto adianta que a continuação das obras de requalificação da Praça da Liberdade e das Muralhas do castelo de Monsaraz, durante a pandemia, “permite hoje ter aqui vários sinais de esperança”.

Em relação às obras nas Muralhas do castelo de Monsaraz, o edil adianta que toda a zona exterior às muralhas foi requalificada com circuitos que são possíveis agora visitar e “que permitem um usufruto de uma paisagem envolvente e magnífica.”

Os apoios do município à promoção territorial permitiram também o aumento de alojamentos locais no concelho de “umas dezenas (…) para cerca de 130, nos últimos três ou quatro anos,” explica o Presidente.

O concelho de Reguengos de Monsaraz apresenta uma das menores taxas de diminuição da população, comparativamente com alguns “concelhos à nossa volta que nos últimos dez anos, diminuíram a população em 15-20%,” explica José Calixto. Adiantando que “as taxas de fecundidade de Reguengos são apenas superadas por Évora,” o edil justifica este fator pela qualidade de vida e capacidade de criação de emprego no concelho.

Em contexto do potencial territorial e vitivinícola do concelho de Reguengos, o Presidente José Calixto afirma que “a sorte dá muito trabalho” e adianta que o que demarca Reguengos de outras regiões produtoras de vinho foi “a capacidade, de pela primeira vez, juntar no salão nobre do município todos os produtores deste concelho, e todos a falar uma só voz.”

O autarca justifica o sucesso dos projetos que recentemente tem desenvolvido, através da valorização do potencial dos recursos do concelho. “Definimos, desde muito cedo, dez valores da sustentabilidade deste concelho: o Astroturismo, o Alqueva, Monsaraz, o megalitismo, o Cante Alentejano, as mantas de Reguengos, a olaria, a biodiversidade, os vinhos e a gastronomia,” explica o edil. “E trabalhamos esses de forma a que eles libertem recursos e sejam um valor acrescentado para o território.” Temos que trabalhar naquilo que somos diferentes,” finaliza o Presidente.

Poderá ver vídeo da entrevista na íntegra ao clicar aqui.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31