29 Set. 2020
Augusta Serrano
Notícias
17:00-19:30

Reguengos de Monsaraz

“Sempre tivemos o pessoal de enfermagem necessário, já estávamos a recrutar antes do surto” diz José Calixto (c/som)

Entrevistas 04 Ago. 2020

A Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), em Reguengos de Monsaraz, onde despoletou o surto de COVID-19 no concelho em junho está a contratar profissionais de saúde.

Em entrevista à RC José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e também Presidente do Conselho de Administração da FMIVPS, fala sobre esta requisição de profissionais, nomeadamente enfermeiros.

Questionado se esta contratação estava a ser feita para salvaguardar futuras situações como a que ainda se vive no concelho e neste lar, José Calixto afirma que “não, é um processo normal”.

O autarca explica que os profissionais já estavam a ser recrutados antes do surto de COVID-19, pois “de um dia para o outro” os profissionais que estavam a trabalhar na FMIVPS foram contratados pelo Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

Como tal, enquanto decorria o procedimento para novas contratações, “foram substituídos por profissionais em regime de prestação de serviços”, garantindo que “os cuidados de enfermagem continuaram a prestar-se normalmente”.

José Calixto esclarece que “a Fundação não tem por hábito ter prestações de serviço, mas sim enfermeiros nos quadros”, recordando que existem “13 enfermeiros na Unidade de Cuidados Continuados Integrados”.

Apesar do surto que, entretanto, surgiu no concelho, o lar da FMIVPS tem “todas as horas de enfermagem garantidas desde o primeiro minuto que os utentes voltaram para o lar”. Porém, “se pudermos ter profissionais de enfermagem a tempo inteiro nos quadros da Fundação, tê-lo-emos, como sempre”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30