Evora

“A ação vai decorrer em 13 locais do distrito de Évora, à espera da generosidade a que já nos habituaram” diz Tiago Appleton, do Banco Alimentar Contra a Fome de Évora(c/som)

Regional 23 maio 2022

Sob o mote  “Seja o próximo a ajudar o próximo” aproxima-se mais uma Campanha do Banco Alimentar Contra a Fome.

O Banco de Évora realizará a Campanha nas superfícies comerciais do distrito de Évora nos próximos dias 28 e 29 de maio

A Rádio Campanário falou com Tiago Appleton, responsável pelo Abastecimento da delegação de Évora do Banco Alimentar contra a fome, sobre as expetativas para esta campanha e como é que a mesma vai ser desenvolvida.

Tiago Appleton começou por nos referir “regressámos ás campanhas presenciais, às portas dos supermercados, em dezembro de 2021 depois de termos estado impedidos de o fazer devido à Pandemia.”

Tiago Appleton explica que “no próximo fim de semana iremos estar presentes em 45 lojas em todo o distrito de Évora, em 13 localidades, ação onde estarão envolvidos cerca de 2500 voluntários e esperamos angariar á volta de 30 toneladas de alimentos, que serão depois distribuídas por 82 instituições.”

Paralelamente a esta campanha, vai ainda decorrer, entre 26 de maio e 5 de junho os interessados podem ainda contribuir pelo canal online (www.alimentestaideia.pt) e através da campanha “Ajuda Vale”.

O responsável pelo abastecimento do banco Alimentar em Évora explica como funciona sublinhando “que a campanha online é uma campanha ainda mais fácil.”

 

Questionado pela RC quais as localidades onde a campanha presencial vai decorrer, Tiago Appleton referiu que são 13 localidades, nomeadamente Évora, Estremoz, Borba, Vila Viçosa, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Montemor-o-Novo, Viana do Alentejo, Redondo, Arraiolos e Mora. Relativamente às 82 Associações que serão posteriormente contempladas com os bens angariados nesta campanha, o responsável esclareceu “as Instituições beneficiárias são do Distrito de Évora e já estão definidas” aproveitando ainda para esclarecer “nós não trabalhamos diretamente com as pessoas.”

 

Apesar das dificuldades económicas, consequência da pandemia de covid, e quando questionado sobre a vertente solidária dos Portugueses, Tiago Appleton enaltece  que “é exatamente nos momentos de maior dificuldade económica que nós temos mais donativos” acrescentando ainda “os portugueses têm essa enorme generosidade de nos momentos mais difíceis transcenderem-se e conseguirem superar as dificuldades, e ajudar os outros.”

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30