Vila Vicosa

“A educação não tem rugas. O polo da univ. Túlio Espanca em VV é a história a escrever-se ao contrário” diz Diretor da Univ. Túlio Espanca(c/som)

Regional Escrito por  29 Set. 2022

 

Tal como a Rádio Campanário noticiou, realizou-se esta tarde no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Vila Viçosa, o início do ano letivo 2022/2023 da Universidade Sénior, este ano em moldes diferentes dos anteriores pois Vila Viçosa tem agora um Polo da Universidade Popular Túlio Espanca a funcionar em Vila Viçosa.

Bravo Nico, diretor desta Universidade Popular, esteve hoje em Vila Viçosa e falou com a Rádio campanário.

O responsável pelo Projeto da Universidade Popular Túlio Espanca que começou por nos explicar “ a nossa Universidade tem uma matriz popular porque é um projeto que nós pretendemos que promova a intergeracionalidade e a participação dos mais novos no processo de aprendizagem dos mais velhos e vice versa.”

O diretor desta Universidade de Évora já com 12 polos, alguns no Alentejo refere-nos ainda “a geracionalidade é uma das matrizes mais importantes e urgentes e criticas no nosso Alentejo pois a demografia mostra um grande envelhecimento da população e onde, uma análise social nos mostra que há uma grande divisão física, social e ocupacional da população.”

Para Bravo Nico “há uma necessidade na nossa região que é juntar as pessoas todas , as gerações todas, em particular nos processos de aprendizagem” justificando que “aqui os mais novos podem dar um contributo muito importante naquilo que é a dinâmica de envelhecimento dos mais velhos e ao contrário, onde os mais velhos podem por à disposição dos mais novos a sua experiência de vida e sapiência.”

Em Vila Viçosa, existe o projeto de Universidade Sénior e como refere Bravo Nico esse projeto “foi por nós acolhido no entanto deixando o desafio de que jovens se possam juntar a este projeto.”

O responsável pela Universidade Popular Túlio Espanca destacou igualmente e de acordo com o previsto na Constituição da República, a importância da Educação em todas as faixas etárias referindo “todos os portugueses, e digo mesmo todos, têm direito à educação, independentemente da sua idade, condição social ou do seu território pois o direito à educação não tem rugas nem tem veredas.”

Bravo Nico sublinha por isso que “Todas as pessoas de Vila Viçosa têm direito à educação , os mais jovens nas suas escolas e os mais séniores, devem exercê-lo nos projetos educativos como o da Univ. Sénior .”

A Universidade de Évora e os seus parceiros no Alentejo, em particular “os Municípios estão a escrever uma história diferente da que é habitual na nossa região onde encerram serviços públicos, nomeadamente escolas.”

A nossa lógica é precisamente o contrário “é abrir escolas nesta nossa região e em especial para pessoas que tenham tido dificuldades em ter acesso á educação, que o possam ter agora.”

Para Bravo Nico o dia de hoje é muito importante uma vez que “hoje é um dia em que a história se escreve ao contrário, pela positiva.”

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31