17 Set. 2021
Nuno Rocha
Madrugar
07:30-09:00

Evora

ADRAL e CCDR Alentejo assinam Manifesto de apoio ao Corredor Sudoeste Ibérico

Regional 23 Jul. 2021

O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), António Ceia da Silva e o Presidente da  Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), José Calixto, assinaram esta manhã,  no auditório da Comissão,  o  Manifesto de apoio ao Corredor Sudoeste Ibérico, instando a União Europeia, a República Portuguesa, o Reino de Espanha e seus respetivos Governos a priorizarem a conexão entre as capitais ibéricas e a realizar todas as ações necessárias de forma a que entre em pleno funcionamento o CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO, no sentido de impulsionar a transformação deste espaço como um novo eixo de desenvolvimento europeu.

Conforme nota divulgada na página oficial da CCCDRA,  a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo decidiu assim apoiar a iniciativa do grupo empresarial Luso-Espanhol SUDOESTE IBÉRICO EM REDE, para a concretização da ligação ferroviária entre Lisboa e Madrid, contemplada na Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) do Corredor Atlântico e que designam especificamente este traçado de CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO.

Nesta mesma nota pode ainda ler-se "esta proposta é simplificada na seguinte linha temporal: OBJETIVO 21: Existência. Iniciar um serviço regular de passageiros entre Lisboa e Madrid; OBJETIVO 25: Descarbonização. Conclusão da ligação ferroviária eletrificada entre Lisboa e Madrid devido às novas infraestruturas construídas. E anteriormente, em 2023, concluir a eletrificação das antigas ligações Linha do Leste (em Portugal) e da ligação Mérida – Puertollano em Espanha; OBJETIVO 28: Tempos. O corredor misto de alta velocidade entre Lisboa / Sines e Madrid contemplado na RTE-T está concluído e ao serviço.

Com a assinatura deste manifesto, a CCDRA permite que  O CONSÓRCIO SUDOESTE IBÉRICO EM REDE,  acrescente o nome da entidade e o logótipo entre as entidades que apoiam o documento do traçado para que o mesmo possa ser apresentado à opinião pública em geral e especificamente aos responsáveis pela União Europeia, ao Presidente da República Portuguesa, Primeiro Ministro e Ministros do Governo de Portugal, Presidente da Assembleia da República de Portugal, ao Rei de Espanha, ao Presidente e Ministros do Governo de Espanha, Presidentes do Congresso e do Senado de Espanha e e outras instituições públicas e privadas de ambos os países e da Europa que podem influenciar a tomada de decisão que torna possível a ligação ferroviária necessária.”

O CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO conta com o apoio de diversas entidades públicas e privadas, e mais recentemente dos Alcaldes de Madrid e Badajoz, que assinaram o Manifesto no passado mês de junho numa cerimónia que contou com a presença do Embaixador de Portugal, João Mira-Gomes.

No início de 2017, um grupo de empresas criou a plataforma “Extremadura en Red” com o objetivo de promover as ligações da região às redes ibéricas do século XXI. Surgiu então  o conceito do CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO como uma potencial rede de fluxis interligados entre Lisboa/Sines e Madrid/Corredor Mediterrâneo e espalhada por todo o território.

As redes da Extremadura, Alentejo, Castilla La Mancha, Setúbal, Algarve, Oeste da Andaluzia e Centro de Portugal interagem com as de Lisboa e Madrid, constituindo a rede do CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO.

Ana Rocha

Fonte/Foto: CCDR Alentejo 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30