Portalegre

Arrendar casa em Portalegre: 89% da oferta custa menos de 750 euros/mês!

Regional Escrito por  Nota de Imprensa 26 Set. 2022

A velocidade com que diminui o stock de imóveis no mercado imobiliário português parece estar a afetar o preço das rendas, visto que apenas 21% das casas para arrendar em Portugal custam menos de 750 euros por mês, segundo um estudo publicado pelo idealista, o marketplace imobiliário do sul da Europa.

De acordo com a informação remetida à redação da Rádio campanário, através de nota de imprensa, se aumentarmos o valor para rendas até 1.000 euros mensais, este intervalo de preço representa 45% do total da oferta disponível.

No entanto, analisando por capitais de distrito, encontramos cidades onde predominam as rendas por menos de 750 euros mensais. Em Castelo Branco e Bragança, toda a oferta disponível custa menos que esse valor. Seguem-se a Guarda, onde 75% das rendas são de valor inferior a 750 euros/mês, Santarém (64%), Vila Real (63%), Ponta Delgada (60%), Viseu (60%), Coimbra (58%) e Leiria (54%). No sentido contrário, em Lisboa, apenas 2% dos imóveis no mercado de arrendamento são inferiores a 750 euros/mês. Seguem-se o Funchal (7%), Faro (11%), Porto (12%), Braga (16%), Setúbal (27%), Aveiro (32%) e Viana do Castelo (46%).

Se analisarmos os imóveis para arrendar por menos de 1.000 euros por mês nestes mercados mais exclusivos, onde as rendas são mais caras, conclui-se que 8% da oferta em Lisboa custa menos de 1.000 euros mensais, seguida pelo Funchal (20%), Porto (33%) e Faro (53%).

Analisando por distritos, é em Castelo Branco onde predominam as rendas por menos de 750€ por mês, representando 91% da oferta disponível. Seguem-se Portalegre (89%), Bragança (88%), Vila Real (85%), Viseu (75%), Santarém (69%) e Coimbra (65%). No sentido contrário, em Lisboa, apenas 5% dos imóveis no mercado de arrendamento são inferiores a 750 euros/mês. Seguem-se o Porto (19%), ilha da Madeira (20%), Setúbal (27%), Faro (28%), Aveiro (38%), Braga (41%), Leiria (46%) e Viana do Castelo (47%).

Em Portalegre, Castelo Branco, Bragança, Viseu e Vila Real, todos as casas para arrendar nestes distritos custam menos de 1.000 euros por mês. Pelo mesmo valor mensal, a oferta em Coimbra é de 95%, em Santarém de 91%, em Aveiro de 87% e em Braga de 85%. Seguem-se Viana do Castelo (82%), Leiria (81%), Setúbal (74%), Faro (57%), Porto (48%) e ilha da Madeira (35%). Já em Lisboa, apenas 20% das casas custam menos de 1.000 euros por mês.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31