01 Jul. 2022
 
Ser Igreja
23:00-00:00

Artesã monfortense intimada a pagar multa por produzir capotes alentejanos

Artesã monfortense intimada a pagar multa por produzir capotes alentejanos Whotrip
Regional 05 Dez. 2021

Um Engenheiro do Norte está a reclamar a propriedade do capote alentejano. Vários artesãos alentejanos estão indignados com a situação,  uma vez que estão a ser processados por violação de direitos exclusivos.

Segundo o Linha Aberta, de Hernâni Carvalho, muitos alentejanos vivem da confeção e da venda dos famosos capotes alentejanos, que têm origem nos trajes dos pastores do Alto Alentejo. Recentemente, muitos dos que se dedicam a esta arte, começaram a ser intimados.

O engenheiro registou o capote alentejano, tornando-se assim detentor de direitos exclusivos sob o capote alentejano.

Sílvia Carola, uma artesã monfortense, trabalha há 29 anos na confeção de produtos da região. No passado dia 19 de novembro, recebeu uma carta por violação de direitos exclusivos. "Nunca pensei ser processada por trabalhar, por fazer aquilo que sei fazer", confessou a artesã de Monforte. "Estamos a sair de uma crise agressiva, foi uma época muito difícil para nós. Não tenho condições para o fazer, tem que haver outras alternativas", destaca Sílvia.

Segundo a advogada do programa ao analisar este caso, "a parir do momento em que é pedido o registo, qualquer pessoa que possa ser afetada com isso, tem dois meses para se pronunciar."
Para Hernâni Carvalho, "o Estado Português deveria ser o primeiro a opor-se e a deduzir aqui a reclamação a este registo, a verdade é que não o fez."

Fonte: Sic

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30