Alentejo

Mertola

ADPM

Associação de Defesa do Património de Mértola coopera em Sofala e Cabo Delgado (África)

Regional 12 Mar. 2021

As Organizações não Governamentais (ONG) portuguesas Oikos, Caritas Portuguesa e Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), unidas em parceria com a Cáritas Moçambicana e a Associação Luarte, encontram-se a trabalhar nas zonas mais afetadas pela passagem dos ciclones Idai e Kenneth em março de 2019: as províncias de Sofala e Cabo Delgado. As ONG apoiam continuamente a recuperação do sector agrícola para garantir a segurança alimentar e nutricional das famílias, bem como a restauração económica das comunidades.

Segundo relatório IPC sobre Moçambique feito sob coordenação do Secretariado Técnico de Segurança Alimentar e Nutrição, estima-se que 2,9 milhões de pessoas em todo o país sofram de insegurança alimentar severa durante este mês de março.

A intervenção, desenvolvida sob a coordenação da Oikos, contribui para a recuperação produtiva das famílias mais afetadas, para que possam, de forma autónoma e sustentável, assegurar a satisfação das necessidades alimentares e nutricionais dos seus agregados familiares.

A prioridade principal no momento é que as famílias consigam produzir e garantir os seus alimentos. Foram feitas entregas de sementes (de milho, feijão e gergelim) e materiais agrícolas na província de Sofala. Também já foram criados diferentes campos de demonstração agrícola e "escolas" para ensino de novas técnicas de cultivo que permitam ser mais eficientes.

O trabalho está ainda fortemente orientado para melhorar as capacidades locais de resposta aos impactos futuros de desastres naturais na segurança alimentar e meios de vida.

Esta ação é financiada pelo Mecanismo de Reconstrução para Moçambique acionado pelo Governo Português através do Camões, I.P.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30