07 Fev. 2023
Nuno Rocha
Ponto de Contacto
11:00-13:00

Radio Campanario

Alentejo

Odemira

Autarca de Odemira espera “melhoria” nas comunicações no concelho até 2023

Regional Escrito por  03 Jun. 2022

O presidente da Câmara de Odemira (Beja), Hélder Guerreiro, disse hoje esperar que “daqui a dois anos” sejam visíveis “melhorias” nos serviços de rede móvel e dados no concelho.

O autarca falava à agência Lusa após a sessão de apresentação das conclusões da ‘Avaliação do Desempenho de Serviços Móveis e de Cobertura GSM, UMTS, LTE e NT’ neste município, apresentada hoje pela Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), em sessão realizada no município.

Segundo Hélder Guerreiro (PS), este será “o ponto de partida” para se tentar, “de uma forma objetiva, clara e concreta, o caminho de melhoria da comunicação em Odemira”

O presidente da autarquia do litoral alentejano disse ainda que “há muito” que era pedido “um estudo de cobertura de rede” do território “feito pelo regulador”, para depois se “trabalhar na melhoria” da mesma.

“De resto, já temos o compromisso para que daqui a dois anos voltemos a estar cá para ver a evolução da cobertura no território a todos os níveis”, reforçou.

O estudo da ANACOM em Odemira foi realizado entre 28 de março e 07 de abril deste ano em todo o território do concelho, tendo sido percorridos 1.200 quilómetros e realizadas 3.834 chamadas de voz, 856 sessões de dados e 154.626 registos de sinal de rádio.

No que toca ao sinal de cobertura de rede, o documento revela que 48,6% dos valores registados apresentam “qualidade Inexistente, Muito Má e/ou Má”, com a operadora Meo a apresentar “a melhor cobertura” e a NOS “a cobertura mais deficiente”.

O estudo demonstra igualmente que, nas chamadas de voz realizadas, uma em cada cinco foram “não finalizadas”, tendo novamente a Meo o melhor rácio de chamadas finalizadas (85,6%) e a Vodafone o pior (79%).

Relativamente ao serviço de dados móveis, o estudo mostra que este é de “qualidade média/baixa” no município, com “muitos testes não concluídos e baixas velocidades”.

Neste âmbito, a Meo volta a apresentar os melhores resultados, com 70,2% dos testes concluídos, e, por oposição, a NOS o pior, com apenas 55%.

O estudo conclui também que, territorialmente, os melhores desempenhos de voz e dados são nas “zonas residenciais” de Odemira, São Teotónio e Vila Nova de Milfontes.

Já os piores desempenhos surgem a nordeste, sudeste e sul do concelho, em diversas localidades das freguesias de Luzianes-Gare, São Martinho das Amoreiras, Sabóia e Santa Clara-a-Velha.

C/Lusa

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28