19 Jan. 2022
Nuno Rocha
Á mesa com a RC
13:00-14:00

Alqueva

Barragem de Alqueva com 84.2% da sua capacidade máxima preenchida!

Regional 10 Jul. 2021

Segundo os dados do SNIRH - Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos relativos ao mês de junho, 26 albufeiras apresentam niveis de 80% do volume total de armazenamento de água e quatro estão abaixo de 40%.

Nas bacias afetas ao Alentejo -Tejo, Guadiana, Sado e Mira - quatro barragens do Guadiana encontravam-se no fim de junho, acima de 80% do seu máximo e as restantes cinco estavam entre os 50 e os 80% da sua capacidade limite, estando a barragem de Alqueva com 84.2% da sua capacidade e a barragem do Enxoé apresentava uma capacidade de 100%, não existindo barragens abaixo dos 50%.

Na Bacia do Sado, Alvito, Monte Gato e Migueis estavam acima dos 90%, Pego do Altar e Vale do Gato acima dos 80%, e Odivelas acima dos 60%. A situação é preocupante para quatro barragens abaixo dos 50%, entre elas, as do Roxo e Monte da Rocha.

Já na Bacia do Mira, composta pela barragem de Santa Clara e pela de Corte Brique, a situação é mais preocupante, sendo que a primeira armazenava 48% de água e a segunda 60.3% .

Das barragens alentejanas da bacia hidrográfica do Tejo, Divor,  Minutos e Póvoa encontram-se acima dos 60% , Apartadura e Montargil estão a rondar os 90%.

A nível nacional, a situação mais preocupante vive-se no Algarve.

Note-se que o Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos monitoriza 12 bacias hidrográficas de Portugal continental, num total de 57 albufeiras.

Fonte: Tribuna Alentejo

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31