CULTURA

Castro Verde celebra identidade mineira com Festival até domingo

Regional Escrito por  Nota de Imprensa 02 Set. 2022

A identidade mineira de Castro Verde, no distrito de Beja, que “tem vindo a ser construída ao longo dos últimos 40 anos”, é celebrada no Festival Castro Mineiro, desde hoje e até domingo.

Promovido pela câmara municipal, em parceria com a Somincor, o certame decorre no Parque da Liberdade.

A sessão oficial de abertura está marcada para as 18:00 de hoje, devendo ser presidida pelo ministro da Economia e do Mar, António Costa e Silva, disse a organização.

O evento visa “celebrar e promover a identidade mineira” que se afirma no concelho através de “um dos mais importantes empreendimentos mineiros da Europa – a Mina de Neves-Corvo”, destacou o município.

O complexo de Neves-Corvo, onde trabalham cerca de 2.000 pessoas, produz, sobretudo, concentrado de cobre e de zinco, sendo detido pela Somincor, empresa do grupo canadiano Lundin Mining.

A realidade socioeconómica do concelho está “fortemente ligada à atividade mineira, sendo importante valorizar os homens e mulheres que diariamente contribuem para extrair as riquezas minerais de cobre e zinco das profundezas desta terra”, argumentou a autarquia.

A atividade mineira, em Castro Verde, como noutras partes do mundo, “é a principal responsável pela geração de rendimento e de emprego e não menos importante fonte de intercâmbio cultural, de fluxos migratórios e de encontro entre pessoas de diferentes origens e continentes”, frisou.

Ao longo deste fim de semana, o festival quer assumir-se como “um espaço de encontro entre diferentes expressões artísticas, culturais e sociais”.

E pretende-se que estas expressões convidem “a descobrir e a colocar em evidência a inovação tecnológica, cultural e social que se vive nos territórios mineiros, em diálogo permanente com o património da tradição de séculos de mineração”, acrescentou a câmara municipal.

Os cabeças-de-cartaz são Fogo Fogo e Virgul (hoje à noite), Sara Correia e Tim (no sábado) e também o ‘stand-up comedy’ de Ana Arrebentinha e a música de Kumpania Algazarra (domingo), embora do programa também façam parte outros projetos musicais.

A tradição do cante e da viola campaniça também estão presentes, através das atuações dos Grupos Corais “Os Ganhões” de Castro Verde, “Os Mineiros” de Aljustrel e do Grupo Coral de Turón (das Astúrias, Espanha), assim como do grupo de Tocadores de Viola Campaniça de Castro Verde.

Artes plásticas, exposições, conferências, gastronomia, iniciativas ligadas à atividade mineira e expositores são outras das atividades do evento, com direção artística de Napoleão Mira.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31