Imprimir esta página

Portalegre

CDS-PP nomeia António Moreira Alves e Almeida para Coordenador Autárquico Distrital de Portalegre

Regional 13 Nov. 2020

António Moreira Alves e Almeida, atual Vice-Presidente da Distrital centrista em Portalegre, desempenhou já outras funções na mesma estrutura, tendo sido no anterior mandato Secretário-Geral, cargo que ocupa também há dois mandatos, na Distrital de Portalegre da Juventude Popular. 

Em janeiro deste ano, António foi eleito Conselheiro Nacional no Congresso que ditou a eleição de Francisco Rodrigues dos Santos, tendo integrado a lista do atual presidente do CDS-PP.

Segundo um comunicado enviado à nossa redação pela Distrital de Portalegre do CDS-PP, António Moreira Alves e Almeida afirma que "a mudança que Portugal precisa tem de começar em algum lado, e eu comprometo-me a fazer a minha parte para essa mudança, aceitando este papel que me permitirá garantir a justiça e transparência que tantas vezes faltam nos processos autárquicos e que devem ser sempre mais importantes do que qualquer resultado eleitoral.”

O recém nomeado, continua que, “como sinal de que acredito numa mudança, afirmo que não aceitarei nenhum lugar em nenhuma lista autárquica, porque o meu futuro não passa por aí, no entanto, não podemos continuar sentados no sofá enquanto uma classe política de segunda trai o nosso país e o nosso povo, cada um deve fazer a sua parte para um Portugal que merece mais, a minha parte é no Alentejo, prometendo que a voz que ouvirão sempre a defender os seus interesses não é hipócrita nem vazia".

Para o jovem de 24 anos, que dividiu a sua infância e juventude entre Elvas e Portalegre, o mais importante desta nomeação é "a oportunidade de reconstruir a política na essência que deveria ter, de serviço à população e não de serviço ao próprio", acrescentando ainda que "as pessoas perderam a confiança na política porque os políticos não são de confiança, e isso só poderá ser alterado quando os bons não se deixarem vencer pelo desespero de quem precisa da política por interesse próprio".