Covid-19: Concentração de empresários em Évora alerta para prejuízos na restauração,hotelaria e comércio

Regional 04 Dez. 2020

Cerca de 20 pessoas juntaram-se hoje, na Praça do Giraldo, em Évora para chamar a atenção do Governo e da câmara municipal para os prejuízos causados pela pandemia de covid-19 nos setores da restauração, hotelaria e comércio.

De acordo com a notícia avançada pela Agência Lusa, a iniciativa contou com a participação de empresários e trabalhadores dos três setores,.

Foram colocadas velas acesas na escadaria da Igreja de Santo Antão.

Tiago Duarte, um dos promotores da iniciativa, disse aos jornalistas "nesta praça que já esteve cheia e que agora está cheia de nada, as velas representam o luto pelos negócios que fecharam as portas”.

O responsável pediu para que os empresários e trabalhadores destes três setores, restauração, hotelaria e comércio, sejam ouvidos, porque se sentem "abandonados" nesta época de Natal, que "seria chave para os negócios fazerem dinheiro", mas estão "a trabalhar para nada".

Tiago Duarte defendeu o fim da obrigação de os estabelecimentos nos concelhos com maior risco de contágio fecharem, a partir da tarde, aos fins de semana, lembrando que Évora encontra-se "numa situação intermédia, mas não se sabe o dia de amanhã".

"Não aproveitar os fins de semana, que são os dias de maior lucro, é muito difícil", disse, alertando igualmente que, com medidas mais restritivas, "vai ser muito difícil aguentar até ao final do ano e sabemos que muitas empresas no final do mês entregam a chave".

No que diz respeito à Câmara Municipal de Évora, Tiago Duarte sugeriu que o Município siga "medidas que estão a ser criadas por outras câmaras", como o lançamento de ‘vouchers' para a restauração, hotelaria e comércio e a promoção dos negócios nas suas plataformas.


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31