COVID19

Covid 19: Casos de infeção a crescer. Confinamento "igual ao de março" pode mesmo vir a acontecer. Saiba tudo aqui

Regional 07 Jan. 2021

O Conselho de Ministros reuniu esta quinta-feira, depois de ter sido aprovado o Estado de Emergência até 15 de janeiro.

António Costa falou ao país após o Conselho de Ministros ter reunido, um dia depois de Portugal ter batido o recorde diário de casos de Covid-19, com o registo de mais de 10 mil novos infetados com a doença, em apenas 24 horas, e no dia em que o número de casos voltou a ficar muito perto dos 10.000 casos.

Tal como a Rádio Campanário noticiou, o primeiro-ministro começou por anunciar que "aquilo que o Conselho de Ministros aprovou foi estender as regras em vigor para os próximos sete dias, como medida cautelar. Mas este fim de semana vão aplicar-se por igual, a todos os concelhos com mais de 240 casos por cem mil habitantes - só 25 estão a salvo - a regra de proibição de circulação entre concelhos e de proibição de circulação na via pública após as 13 horas".

O concelho de Vila Viçosa, atualmente em risco elevado está por isso abrangido por estas restrições.

De acordo com a notícia avançada pelo Notícias ao minuto, dado o crescimento de casos de infeção, António Costa não escondeu que "provavelmente teremos de adotar medidas mais restritivas, a partir da próxima semana".

"Pode ser útil não esperar por dia 15 para tomarmos novas decisões [...]. Devemos ir ajustando as medidas à evolução da pandemia, tendo sempre em conta os dados mais atuais possíveis", salientou o Chefe do Governo a partir do Palácio da Ajuda, referindo-se não só à evolução do número de casos diário, como à reunião de dia 12 de janeiro, no Infarmed.

Sobre as consequências do aligeiramento das medidas restritivas no Natal, o primeiro-ministro recordou que percebeu logo que seria "natural" que os casos aumentassem. Contudo, "os números de ontem e hoje são muito distintos e dispares dos do início da semana”" e, por isso, "temos que ver o que é efeito da maior circulação, o que é efeito de as pessoas terem testado menos no período das festas".

O primeiro-ministro admitiu ainda um confinamento, como na primeira vaga da pandemia, se o número de casos diários de coronavírus em Portugal continuar a rondar os 10 mil refererindo "O cenário que podemos ter como provável são medidas semelhantes àquelas que tivemos em março, mas sem prejudicar o ano letivo como aconselham os especialistas", frisou, acrescentando, no entanto, que, tal como "todos os especialistas indicam", deve-se assegurar "o normal funcionamento das escolas" ressalvando ainda, se forem adotadas mais medidas restritivas, no dia 12, após ouvir os especialistas do Infarmed, que estas serão aplicadas "de imediato".


 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31