Alter do Chao

Descobertas 13 sepulturas com restos humanos de uma necrópole em Alter do Chão!

Regional 09 Fev. 2022

 

No decorrer do projeto “Remodelação do sistema de drenagem de águas residuais - Alter”, que ao abrigo da legislação em vigor do Regulamento de Trabalho Arqueológicos conta com o acompanhamento do arqueólogo municipal Jorge António, foram descobertas na Avenida Dr. João Pestana 13 sepulturas de uma necrópole até ao momento desconhecida.

O projecto de “Remodelação do sistema de drenagem de águas residuais – Alter”, no intuito de “Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos”, é financiado pelo POSEUR do fundo de coesão da União Europeia, tem como entidade promotora as Águas do Alto Alentejo, E.I.M., S.A. e conta com a colaboração da Câmara Municipal de Alter do Chão.

No âmbito deste acompanhamento, na Avenida Dr. João Pestana, mais precisamente no troço compreendido entre a Rua dos Combatentes do Ultramar e a Rua de Santo António, foram descobertas 13 sepulturas de uma necrópole, até ao momento desconhecida. A presença de restos humanos, ao abrigo do Regulamento de Trabalhos Arqueológicos e da Circular n.º 1/2014, exigem a presença em campo de um especialista em antropologia física. Neste sentido, as Águas do Alto Alentejo contrataram a antropóloga Liliana Carvalho para proceder à escavação, exumação e estudo dos restos humanos. Das 13 sepulturas identificadas, apenas 6 vão ser parcialmente intervencionadas, uma vez que não se conservaram na totalidade, com data prevista para conclusão dos trabalhos sexta-feira, dia 11 de Fevereiro. Na sepultura até ao momento escavada foi exumada uma mulher, com idade à morte entre os 18 e os 20 anos de idade. Todo o material osteológico humano recolhido na intervenção será depositado no Laboratório de Antropologia da Câmara Municipal de Alter do Chão, localizado no edifício do Cineteatro Municipal.

A possibilidade das sepulturas em causa pertencerem à necrópole romana de Abelterium torna particularmente relevante os trabalhos arqueológicos e antropológicos em curso, pois, a confirmar-se, será a maior descoberta arqueológica feita no concelho desde o descobrimento do mosaico de Alexandre, o Grande na sala de jantar da Casa da Medusa, em 2007. Esta descoberta, de impacto nacional, uma vez que o local de sepultamento da população romana não era conhecida, dará um enorme contributo para o conhecimento dos habitantes de Abelterium.

Considerando a necessidade premente de realização das obras e a importância dos vestígios arqueológicos/antropológicos encontrados, apela-se à maior compreensão da população na realização dos trabalhos.

No que concerne em particular à necrópole, a antropóloga e o arqueólogo municipal darão explicações detalhadas das descobertas efectuadas aos interessados que se deslocarem ao local.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30