02 Jul. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
00:00-04:00

regional

DGS: Em caso de morte por Covid-19, as cremações devem ocorrer no mais breve espaço de tempo. “nunca inferior a doze horas”.

Regional 06 Fev. 2021

A Direção-Geral da Saúde (DGS) admite, para os próximos dias, um “eventual aumento brusco no número de óbitos” e pede, por isso, que as funerárias uniformizem os modelos de caixões, preferindo um que possa ser cremado e enterrado, evitando, assim, a rotura de stocks.

Nas novas regras para a realização de funerais, a DGS reforça os cuidados a ter por todos os intervenientes, mantém os velórios proibidos e, prevendo o disparar do número de mortes, solicita às autarquias que alarguem os horários de funcionamento dos crematórios e dos cemitérios.

De resto, a DGS solicita que, em caso de morte por Covid-19, as cremações e inumações ocorram no mais breve espaço de tempo possível, sublinhando que esse tempo “nunca deve ser inferior a doze horas”.

foto: observador 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31