Elvas

Empreiteira da obra da E.B. 2,3 de Santa Luzia em Elvas pede indeminização de 1 milhão de euros

Regional 24 Out. 2021

A empresa que construiu a escola E.B. 2,3 de Santa Luzia em Elvas está a pedir uma indeminização de 1 milhão de euros. Esta informação foi avançada pelo Comendador José Rondão de Almeida, presidente da CM de Elvas.

Em declarações à Prespetiva, o Comendador Rondão de Alemeida referiu que no dia 22 de outubro " chegou à Câmara Municipal de Elvas uma resma de documentos" enviados pela empresa construtora, "para justificar o pedido de indminização que ronda quase um milhão de euros. E agora pergunto-me, quem vai pagar ao empreiteiro?" A Câmara " não tem capacidade financeira para proceder a tal pagamento".

Recorde que no dia 7 de julho foi inaugurada a nova escola E.B. 2,3 de Santa Luzia, em Elvas, numa cerimónia que contou com a presença do ministro do Planeamento, Nelson de Souza.

Segundo o município de Elvas, na altura, a escola foi construída com “o objetivo a sua adaptação ao século XXI e às necessidades da comunidade educativa”. A construção começou no início em agosto de 2019 e prevendo-se o seu funcionamento no início do ano letivo de 2021/2022, servindo uma comunidade escolar de 625 alunos.

Os alunos poderão contar com dois pisos, 29 salas, quatro laboratórios, salas de professore, um pavilhão desportivo, um campo de jogos descoberto e serviços administrativos.

Para a construção desta nova escola foram investidos mais de oito milhões de euros, que segundo o município, eram necessários uma vez que “a escola encontrava-se com evidentes sinais do tempo “.

Fonte: Prespetiva

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30