07 Mar. 2021
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Evora

Enfermeiros concentraram-se hoje contra precariedade do setor junto à ARS Alentejo em Évora

Regional 23 Fev. 2021

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) manifestou-se hoje contra a precariedade no setor junto da sede da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, em Évora.

A ação decorreu esta manhã, com motivo de tomada de posição após a ARS do Alentejo ter lançado um concurso com apenas três vagas quando existem 22 enfermeiros precários.

O concurso da ARS do Alentejo, foi lançado na segunda-feira e está a decorrer até 05 de março para o "recrutamento de três postos de trabalho destinados à categoria de enfermeiro".

Segundo o sindicalista, Celso Silva, da Direção Regional do Alentejo do SEP as três vagas a preencher "não dão para nada" e até pode acontecer que "nenhum dos 22" precários consiga contrato, uma vez que também "podem concorrer enfermeiros com mais tempo de serviço de outras instituições", avança à Lusa.

"Estes 22 colegas que têm vínculo precário correm o risco de, a curto prazo, serem dispensados", alertou, sublinhando que "muitos deles já estavam a trabalhar na ARS do Alentejo antes de começar a pandemia" de covid-19.

Face a esta situação, o SEP do Alentejo exige ao Governo que encontre “uma solução jurídica que permita vincular estes enfermeiros”.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Março 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31