27 Set. 2022
 
Rimas ao Sul
14:00-15:00

Vila Vicosa

“Este é o melhor cartão de visita que os nossos empresários dos mármores têm para dar aos clientes” diz Carlos Filipe(c/som e fotos)

Regional Escrito por  23 Set. 2022

 

O CECHAP- Centro de Estudos de Cultura, História, Artes e Património, apresentou esta tarde, no salão nobre dos Paços do Concelho em Vila Viçosa,  os  Volumes III e IV da Coleção “Mármore 2000 anos de História”.

A obra Mármore 2 000 anos de História reúne um conjunto de resultados, o que vêm confirmar a importância histórica, económica e social dos recursos geológicos portugueses com particular evidencia dos mármores da região do Anticlinal do Alentejo no contexto mundial.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com Carlos Filipe da CECHAP sobre a importância destes dois volumes, agora apresentados, para o setor dos mármores e para os seus empresários.

Carlos Filipe começou por nos referir que se trata da terceira fase deste projeto “um estudo dedicado ao património e estudo da indústria dos mármores, se iniciou em 2012 com a participação de várias áreas da ciência” acrescentando que “os dois volumes têm cerca de 1200 páginas e passam por temas como a história de um direito das minas e pedreiras, pela história económica, pelo período clássico da arqueologia romana.”

Os volumes agora publicados, refere Carlos Filipe “têm ainda uma componente de arte muito importante com documentos transcritos pela primeira vez publicados e um conjunto de entrevistas realizadas a antigos atores da industria dos mármores, nomeadamente canteiros, mestres de pedreira, empresários, entre outros.”

O levantamento de informação para estes dois livros decorreu durante 3 anos e, Carlos Filipe, está convito de que “este é o melhor cartão de visita que os empresários dos mármores da região passam a ter para oferecer aos seus clientes.”

A obra é bilingue , está publicada em português e inglês e, adianta o responsável do CECHAP “ é uma oferta extraordinária da valorização do nosso recurso mármore e da região, é única pela ligação que faz das diversas áreas.”

O projeto é cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Regional do Alentejo2020, com a Referência ALT20-08-2114-FEDER-000213, num valor que não o total do investimento mas o Centro de Estudos, sublinha Carlos Filipe “conta com uma rede de parceiros que lhe permite alcançar a componente financeira.”

Questionado se o Município tem também um papel importante nesta matéria, Carlos Filipe salienta “sim o município tem um papel muito importante e eu destaco a importância deste projeto para o Município de Vila Viçosa devido ao processo de candidatura de Vila Viçosa a Património Mundial da Unesco.”

Na sua opinião “este é o melhor instrumento de trabalho porque são trabalhos sistematizados que a investigação desenvolve e eu acho que o Município de Vila Viçosa fica muito bem dotado com as informações que agora são publicadas.”


Veja as imagens da apresentação:


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30