29 Jan. 2023
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Évora: Comissária Europeia elogia Portugal: Está “acima da média europeia” na execução dos fundos!

Regional Escrito por  17 Nov. 2022

A Comissária Europeia da Coesão e Reformas esteve hoje em Évora, na terceira reunião plenária da Inform EU. Évora foi a cidade escolhida para acolher o evento,que juntou mais de 350 pessoas de nacionalidades diferentes. O INFORM EU é uma rede de agentes de comunicação à escala da União Europeia responsável por comunicar os investimentos da UE e dos Estados-Membros em gestão partilhada, abrangendo fundos da EU como. Política Regional: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), Fundo para uma Transição Justa (FTC), Fundo de Coesão (FC). Política Social: Fundo Social Europeu (FSEmais). Assuntos Internos: Fundo de Asilo, Migração e Integração (AMIF), Instrumento de Gestão de Fronteiras e Vistos (BMVI), Fundo de Segurança Interna (ISF). Assuntos Marítimos: Fundo Europeu Marítimo, das Pescas e da Aquicultura (EMFAF).

A Ràdio Campanário esteve presente e a Comissária Elisa Ferreira, em declarações aos jornalistas, adiantou, no que diz respeio à execução dos fundos estruturais em Portugal, estar tudo a correr normalmente" acrescentando que Portugal está inclusivé acima da média europeia. Elisa Ferreira referenciava a execução financeira destes fundos no nosso Pais.

No que diz respeiro ao tão esperado PT2030, a Comissária Europeia destacou "não há falta de fundos" e relembrou  que ainda está a ser concluída a implementação das verbas em vigor desde 2020. Elisa Ferreira deixa uma mensagem de tranquilidade sublinhando "Portugal é um País que não nos levanta problemas porque em termos de execução, +e um País que executa muito bem" justificando que há que aguardar pois "o próprio 2030 pode abranger projetos que não tenham sido finalizados no âmbito do PT2020."

Abordada sobre a recenete polémica das declarações de Marcelo Rebelo de Sousa em relação à execução de Portugal nos fundos comunitários, a Comissária escusou-se a fazer comentários realçando, como referiu "o que é importante é a clarificação entre os fundos estruturais, que são o FEDER, o Fundo Social Europeu, o Fundo de Coesão”, os quais “têm um calendário que vai de 2021 até 2027, com pagamentos até 2029”, um montante de  “24 mil milhões de euros”.

Elisa Ferreira, quanto ao Plano de Recuperaçáo e Resiliência destacou a sua importância adiantando “é um projeto excecional, não são fundos estruturais; um instrumento de emergência excecional”. Elisa Ferreira termina realçando que "o foco deve estar na qualidade dos projetos a candidatar enaltecendo as capacidades de Portugal .


 


 


 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31