07 maio 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-23:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Evora

Beja

Évora e Beja entre as cidades com renda superior a um terço do rendimento familiar

Regional 12 Abr. 2021

A taxa de esforço das famílias para o pagamento da renda de uma casa em Portugal é superada, segundo um estudo do portal Idealista.

 

Habitualmente, a taxa recomendada é até um terço do rendimento familiar. A plataforma imobiliária Idealista apurou que Setúbal, Faro, Évora, Lisboa, Beja e Vila Real são as cidades onde a taxa de esforço de arrendamento de um imóvel requerida supera os 33% do orçamento de uma família. No extremo oposto, Bragança, Portalegre e Leiria são as cidades com a taxa de esforço mais baixa.

 

A informação foi divulgada pela plataforma Idealista, que cruzou os preços de arrendamento de março de 2021 com a estimativa de rendimentos líquidos familiares nesse mesmo período de tempo. Segundo a análise da plataforma imobiliária, em oito cidades portuguesas, a taxa de esforço supera um terço do rendimento familiar, podendo chegar aos 41%.

 

Castelo Branco (32%), do Porto (31%), Santarém (30%), Aveiro e Viseu (ambas com 29%) são as cidades que se encontram no limite da taxa de esforço, que não supere um terço do rendimento de uma família.

 

Já as cidades com a menor taxa de esforço do país são Bragança (18%), seguida por Portalegre e Leiria (ambas com 21%), Viana do Castelo (23%) e Braga (24%).

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31