29 Jan. 2023
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Pardais

I Feira da Laranja de Pardais visa “promover a freguesia e os seus produtos”, diz presidente da J.F. (c/som)

Regional Escrito por  15 Mar. 2018

Entre os dias 23 e 31 de março, a freguesia de Pardais (Vila Viçosa) vai receber a I edição da Feira da Laranja de Pardais.

O evento contará na cerimónia de inauguração, com a presença do Secretário de Estado da Agricultura, Luís Medeiros Vieira, e ao longo dos dias terá atividades como colóquios, caminhadas, jogos e degustações de vinhos e de produtos locais.

Em declarações à Rádio Campanário, Inácio Esperança, presidente da Junta de Freguesia de Pardais, frisa que é um evento que visa promover a freguesia e “os seus produtos”, unindo as pessoas em prol do seu desenvolvimento.

Com o declínio do setor dos mármores, proeminente na freguesia, surge a necessidade de investir numa fileira alternativa, sendo a das laranjas “muito interessante”.

O evento contará com a presença de 10 expositores do concelho, 6 dos quais com produtos associados à laranja, havendo ainda um dia destinado a cada freguesia (com exceção de Conceição e São Bartolomeu que não participará).

O presidente da freguesia explica que o objetivo é rentabilizar a riqueza e património do território, urgindo “reavivar os pomares” numa primeira fase, para uma posterior requalificação das quintas, que têm outros potencias nomeadamente no que concerne à produção de derivados da laranja (ex.: sumos e doçarias), e para que “com outro enquadramento” possam ainda surgir como um atrativo a nível turístico. “Ainda temos quadro comunitário para que possa haver algum investimento a esse nível”, aponta.

Questionado relativamente à possibilidade de inserir Pardais no PARU (Planos de Ação de Regeneração Urbana), avança que o mesmo se destina a centros históricos, pelo que a Junta de Freguesia de Pardais solicitou à Câmara Municipal de Viçosa que criasse uma ARU na freguesia, “e penso que a câmara está a trabalhar nesse sentido”.

Sendo estas quintas e pomares propriedade privada, e questionado sobre o eventual interesse dos proprietários na cooperação no projeto, aponta que “a Junta de Freguesia deve ser o motor” de arranque dos investimentos, sendo que nesta fase, é objetivo “sensibilizá-los para a importância das quintas, e da recuperação de um património que está de alguma forma degradado que se chama «Asseca». Datada do século XIX, este “canal de água” passa “por todas aquelas quintas e hortas”.

A produção gerada nestes cerca de 200 hectares de pomar de laranja, “não pode servir o país, nem toda a região, a aposta aqui é na qualidade”, declara. Famosas regionalmente “desde o século XVIII”, as laranjas de Pardais primam pela “qualidade excecional” analisada pelo INIAV, que consequentemente originará produtos de elevada qualidade.

Inquirido sobre o possível futuro surgimento de uma empresa inerente à fileira, avança que “a ideia é criarmos uma junta de agricultores” à qual têm que aderir 75% dos produtores, para que assim o Ministério possa conceder apoios “na recuperação do canal de rega”. Num segundo momento, “talvez formalizar uma associação de agricultores/produtores, ou integrar outras que existem na região”.

Inácio Esperança realça que sem o apoio do “executivo do município” de Vila Viçosa, a Junta de Freguesia não teria conseguido realizar a iniciativa.

Quando questionado relativamente à presença do Secretário de Estado na inauguração de um evento de uma freguesa de tão pequena dimensão, considera que a mesma se explica com a correlação entre a feira e “os objetivos do Ministério da Agricultura e deste Governo para as pequenas aldeias rurais”, igualmente assentes na valorização do património agrícola e humano, “ligado à exploração da terra”, para desenvolvimento das comunidades.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31