×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
Imprimir esta página

Evora

Investigador da Universidade de Évora premiado com bolsa de investigação no valor 1,5ME

Regional 03 Set. 2020

O arquiteto e historiador da arquitetura e cidades Ricardo Agarez, professor no Departamento de Arquitetura da Universidade de Évora (UÉ), investigador no Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da mesma universidade e membro do Conselho da European Architectural History Network, é o Investigador Responsável pelo projeto ReARQ.IB, vencedor de uma bolsa Starting Grant do Conselho Europeu de Investigação (ERC), no valor de aproximadamente um milhão e meio de euros (€ 1.499.613,75) .

A ERC Starting Grant atribuída ao professor Ricardo Agarez é uma das seis concedidas nesta edição a investigadores baseados em Portugal e uma de apenas três atribuídas, a nível europeu, a projetos no domínio da história da arquitetura e do ambiente construído. Esta é ainda a primeira vez que o ERC financia um projeto neste domínio em Portugal, em qualquer programa do Conselho (Starting, Consolidator, Advanced, Proof of Concept e Synergy Grants) desde a sua criação em 2007, sendo este o primeiro projeto premiado pelos programas ERC no qual a Universidade de Évora é a instituição de acolhimento.

O objetivo do projeto ReARQ.IB “Built Environment Knowledge for Resilient, Sustainable Communities: Understanding Everyday Modern Architecture and Urban Design in the Iberian Peninsula (1939-1985)” é compreender a arquitetura que dá forma ao nosso quotidiano dá poder às nossas comunidades – permite-lhes tomar decisões informadas sobre o que manter, reutilizar e substituir; sobre como atualizar e aperfeiçoar os seus edifícios, a desenvolver ao longo de cinco anos por uma equipa internacional liderada por Ricardo Agarez na Universidade de Évora.

Com uma taxa de aprovação de 13% nesta edição, o programa de bolsas Starting Grants do ERC distinguiu um conjunto diversificado de cientistas de 40 nacionalidades, cujos projetos estarão baseados em 25 países europeus. Estima-se que os projetos agora financiados permitirão criar 2500 postos de trabalho para investigadores pós-doutorados, estudantes de doutoramento e outros, nas instituições de acolhimento. As bolsas Starting Grant do European Research Council fazem parte do programa de Investigação e Inovação da União Europeia, Horizonte 2020.