Sines

Ligação ferroviária do Porto de Sines leva à expropriação de 89 mil m2 de área em Setúbal

Regional 22 Set. 2021

Com o objectivo de "incrementar a capacidade e melhorar a ligação ferroviária entre o Porto de Sines, as plataformas logísticas e a Europa", uma área de 89.351 metros quadrados, no distrito de Setúbal, vai ser objeto deexpropriação.

A informação resulta de um  despacho do Secretário de Estado das Infraestruturas, publicado em Diário da República,  que declara "a utilidade pública, com caráter de urgência, da expropriação de bens imóveis e direitos e eles inerentes, necessários à modernização da ligação ferroviária entre Sines e a Linha do Sul".

Para além da "relevância" do empreendimento, "com "repercussões positivas na vertente rodoviária", como o "incremento das condições de segurança ou a obtenção de significativos ganhos ambientais", o Governo sublinha no mesmo diploma que a obra permite "iniciar um novo ciclo de vida útil da infraestrutura", o que "configura uma situação de interesse público com caráter urgente".

O Governo qualifica ainda de "imprescindível" a tempestiva disponibilidade dos terrenos por ela abrangidos, cuja ocupação (definitiva e temporária) "se procurou limitar ao que o projeto define".

De acordo com o documento anexo ao despacho, publicado ontem em Diário da República, além da expropriação de uma área de 89.351 metros quadrados, a obra vai implicar a ocupação temporária de 560 metros quadrados, no concelho de Santiago do Cacém.

As Infraestruturas de Portugal (IP), na qualidade de gestora das infraestruturas rodoviárias e ferroviárias, vai tomar posse administrativa das parcelas, suportando os encargos com as expropriações e com a ocupação temporária.

Fonte: Jornal de Negócios

Foto: IP

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31